#Miyajima não está entre os pontos turísticos mais conhecidos do Japão, mas é considerada uma das três mais belas paisagens do país e considerada patrimônio histórico da humanidade pela Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura). A ilha está localizada a cerca de 20 quilômetros do centro de Hiroshima, é possível chegar ao ferry boat de trem ou de bonde e a travessia não leva mais do que q15 minutos.

A porta de entrada da ilha é um imenso torii vermelho, que parece flutuar no mar. Dizem que este portal nunca foi destruído. Já passou por tufões, terremotos, guerras e resistiu até ao poder da bomba atômica.

Publicidade
Publicidade

Entre outras coisas essa é uma das histórias que fazem a ilha ser considerada sagrada.

Miyajima harmoniza em seu pequeno território de 30m² a natureza, a beleza e se divide entre as duas religiões predominantes no #Japão, o budismo e o xintoísmo. Há inúmeros tempos e santuários para conhecer.

O Santuário de Itsukushima está entre os mais belos. Próximo ao torii, também pintado em tons fortes de vermelho, ele não se situa dentro da ilha, mas flutua no mar junto à ela. Entre as peculiaridades do local chama a atenção o fato de não haver maternidades e nem cemitério em seu território, pois não é permitido nascer ou morrer na ilha.

Localizada no Mar Interior de Seto, você pode conhecer a ilha caminhando. Subindo até seu topo, chamado de Monte Misen, você terá uma vista maravilhosa de toda região e da Baía de Hiroshima, o trajeto também pode ser feito através de um teleférico que leva diretamente ao cume.

Publicidade

Mensageiros dos deuses

Outro atrativo de Miyajima são os numerosos cervos espalhados pelo local. Eles são considerados mensageiros dos deuses e, por isso, não podem ser aprisionados. Vivem soltos pela ilha e em total harmonia com as pessoas.

Eles são muito dóceis e gostam de receber carinho e comida. Porém, tome cuidado com seus pertences, eles são muito brincalhões e gostam de pegar e mastigar o que estiver a mão, papéis, mapas, guias, tickets e até dinheiro.

No Centro velho fica localizado o comércio, com pequenas lojas, restaurantes e uma pequena feira de artesanato. Não deixe de provar as deliciosas ostras grelhadas, são consideradas umas das melhores do Japão. Como sobremesa, experimente o momiji manjyu, que são bolinhos recheados em formato da folha de bordo que saem quentinhos e são vendidos em várias lojas. Inclusive aproveite para levar alguns como presente.

Os japoneses têm excelência em fazer embrulhos lindos com as comidas típicas de cada local para que as pessoas possam oferecer como omiyage (lembranças de viagem) para os amigos.

Se você puder esperar até o fim da tarde, vá até as margens do grande torii. Com um pouco de sorte, a maré baixará e você poderá caminhar até ele e conferir suas bases sólidas fincadas na areia. Se não for possível fazer a caminhada, você também pode chegar bem pertinho dele em pequenas embarcações. #Turismo