A existência ou não de justificativas para a #traição é um tema extremamente polêmico. Basta recordar a reação do líder católico Alceu Amoroso Lima à peça Perdoa-me por Me Traíres, escrita por Nelson Rodrigues: "Uma peça cuja abjeção começa pelo título". O mais famoso dramaturgo brasileiro respondeu que, devido ao comportamento de seus maridos, muitas mulheres praticamente eram empurradas para a traição.

Quer possa ou não ser justificada a traição (e a opinião mais comum é que não pode), ela pode pelo menos ser compreendida. Por exemplo, alguns comportamentos das esposas ajudam um #Homem a decidir ter um caso extraconjugal.

Publicidade
Publicidade

Entre eles, podemos citar os quatro seguintes:

1 - A esposa torna-se uma companhia chata e desinteressante

Uma mulher com quem não se pode ter uma boa conversa, que está tão preocupada com fofocas ou coisas prosaicas, que não fala de nenhum assunto interessante ou que está sempre de mau humor é uma forte candidata a ser traída. Infelizmente, há uma grande quantidade de mulheres por aí que gostam de ler, procuram se informar e aprender novas habilidades e que tratam as pessoas (pelo menos os amantes) com leveza e gentileza e sabem ser divertidas e interessantes.

2 - A esposa é inflexível

Certas esposas lembram aquele trecho do discurso de Chaplin em 'O Grande Ditador', em que ele fala dos tiranos que desprezam as pessoas, regulam a vida delas, dizem-lhes o que fazer, o que pensar, o que sentir, que as adestram e usam-nas como buchas de canhão.

Publicidade

Sim, ordem, limpeza e harmonia são valores importantes, mas é preciso tomar cuidado para, na busca de organizar a casa, não sufocar o resto da família ou ignorá-lo na busca da perfeição nas tarefas domésticas. Tentando ter uma casa perfeita, a mulher arrisca-se a perder o lar – a começar pelo marido.

3 - A esposa fica tentando mudar o marido

Diz uma velha piada que as mulheres passam suas vidas tentando mudar os maridos e depois reclamam que eles não são mais a pessoa com que se casaram. Falando sério, o esforço constante de tentar aperfeiçoar o marido fará-lo pensar que ela não o considera suficientemente bom para ela. Outra mulher pode considerá-lo bom o bastante.

4 - Considerar o amor do marido como coisa garantida

A comparação é velhíssima, mas vale a pena mencioná-la: o amor é uma planta frágil que precisa ser regada, adubada e protegida das intempéries e dos animais daninhos. Tomá-lo por garantido pode levar a comportamentos que fazem o marido perder o interesse no relacionamento e afastar-se. #infiel