Os organizadores da 56ª Semana dos Críticos, mostra paralela ao #Festival de Cannes, anunciaram nesta sexta-feira (21) a entrada do filme "Gabriel e a Montanha", de Felipe Barbosa. O longa-metragem irá concorrer ao prêmio principal.

Baseada em uma história real, a película narra a viagem para a África de um jovem economista cheio de ideias e projetos. Charles Tesson, responsável por selecionar os filmes para a Semana, comentou que e o longa-metragem é quase um documentário-ficção, que trata da relação de uma pessoa com o outro, e sobre a viagem.

Neste ano, a semana irá ocorrer entre 18 e 26 de maio e o presidente do júri será o cineasta brasileiro Kléber Mendonça Filho.

Publicidade
Publicidade

O evento foi criado em 1962, com a intenção de revelar novos talentos do mundo cinematográfico, além de apresentar apenas estreias ou segundos filmes de um diretor.

Curta-metragem brasileiro entra para a Quinzena de Realizadores

Idealizado pelo diretor Gabriel Martins, o curta-metragem "Nada" estará na competição da Quinzena de Realizadores, outra mostra paralela ao Festival de Cannes. Trabalhos de Amos Gitai, Abel Ferrara, Claire Denis e Bruno Dumont também serão exibidos. A MC Clara Lima, rapper finalista no Duelo de MCs Nacional em 2016, está no elenco do o curta-metragem.

O produtor brasileiro Rodrigo Texeira também estará no evento para mostrar duas produções internacionais que fez parte. "Patti Cake$", um dos filmes produzidos pelo brasileiro, foi o escolhido para encerrar a mostra.

Publicidade

O longa-metragem colombiano de Natalia Santa, "La Defensa del Dragón" estará em exibição, mas não participará da premiação principal.

Cannes 2017

Com o cineasta espanhol Pedro Almodóvar como presidente do júri, o Festival de Cannes irá ocorrer entre 17 e 28 de maio. Os filmes selecionados foram revelados em 13 de abril e nenhum longa-metragem brasileiro estará na mostra principal.

Entre os diretores que exibirão seus filmes, e que irão concorrer à Palma de Ouro, principal prêmio do festival, estão Sofia Copolla com "O Enganado", Noah Baumbac com "The Meyerowitz Stories" e Naomi Kawasi com "Hikari". Ao todo 18 filmes foram selecionados, porém a organização não descartou colocar mais alguns para concorrer à premiação.

Algumas películas irão explorar temas como imigração, a situação da Rússia, a luta contra a Aids e figuras do mundo cinematográfico. #Cinema