Faça uma lista de componentes que você deseja em uma cidade destino e você terá Lisboa: um rio amplo e brilhante, céus límpidos, ruas íngremes pavimentadas, igrejas, azulejos cor de rosa, sardinhas frescas e grelhadas a um preço praticamente simbólico para comer em um bar a luz do sol, e um castelo, é claro.

Um lugar tão lindo que chega a ser difícil acreditar que há pessoas realmente lá. E Lisboa é decididamente animada. Todos os anos parece que há mais para fazer, mais para comer e mais distância para cobrir. O que ver na capital portuguesa:

Bondinho de Belém

Já vale a pena ir a Belém só para o passeio de bonde e uma visita à padaria Pastéis de Belém (Rua de Belém, 84-92).

Publicidade
Publicidade

Mas este distrito tem muitas atrações importantes. O Jardim da Praça do Império é a maior praça da Europa, o Museu dos Coches detém uma das maiores coleções de Coches (carruagem real) do mundo, e o mosteiro dos Jerónimos tem arcos e colunas tão rigorosamente esculpidas quanto a prata em filigrana em todas as joalherias de Lisboa.

Nos seus claustros estão dois museus: o Museu da Marinha, dedicado aos navegadores da era de ouro, e o Museu Nacional de Arqueologia, com mosaicos romanos e metalurgia em bronze. Também é impressionante a coleção de arte privada de obras-primas do século XX no Museu Coleção Berardo, dentro do Centro Cultural de Belém. Tudo isso deve ser combinado com uma visita à emblemática Torre de Belém, do século XVI, resplandecente no amplo e deslumbrante mar.

  • O bonde elétrico 15E passa pela Praça da Figueira via Praça do Comércio até Belém (terminando em Algés) e leva 20 minutos ( 2,90 euros – R$ 11,84 ).

Museu Gulbenkian

Veja Degas, artefatos egípcios antigos, ouça jazz (ou Verdi), alimente patos, coma sorvete, deite-se na grama à sombra de uma árvore.

Publicidade

O Gulbenkian é um oásis cultural único na cidade que engloba o Museu Calouste Gulbenkian, que abriga uma eclética coleção de arte, auditórios interiores e exteriores, um Centro de Arte Moderna, leve e arejado, focado em artistas britânicos e portugueses (incluindo Hockney e Rego) e lindos jardins paisagísticos. Todos estão sob a égide da Fundação Gulbenkian, o legado do colecionador de arte Calouste Gulbenkian.

  • Jardim: aberto das 10h às 19h, diariamente.
  • Museus: 10h às 18h (fechados as terça-feira). Avenida de Berna, 45, gulbenkian.pt, São Sebastião ou estação Praça de Espanha

Passeios de surf

Lisboa fica de frente para o Rio Tejo, mas seu espírito é vasto e oceânico, amarrado com o mar, a pesca e as aventuras no Atlântico, “virando a esquina” no rio. É rápido e fácil chegar às praias do Estoril e Cascais de trem e à Costa da Caparica (no Oeste da Península de Setúbal) de ferry e ônibus, mas a equipe do Lisbon Surf Tours oferece a melhor conexão entre a cidade e o mar. Os instrutores de surf buscam você no seu hotel, lhe dão uma prancha, uma roupa de mergulho, alguns avisos e lhe colocam nas agitadas ondas dos pontos de surf (geralmente a cerca de 20 minutos da cidade), de acordo com as condições climáticas e seu nível de experiência.

Publicidade

#portugal #Praia #Viagem

  • Um dia de surf com duração de 6 horas custa 60 euros para um (R$ 245), 55 euros por pessoa para dois (R$ 225), 50 euros por três (R$ 204) e 45 euros por quatro pessoas ou mais (R$ 184). Lisbon-surf-tours.com.