Quem conhece a cidade de #Gordes, na #provence, com certeza retorna um dia. Para muitos trata-se do vilarejo mais ilustre da região do Lubéron, na França. Gordes, cidade medieval construída com rochas – e em cima de uma rocha – faz parte da lista dos “Vilarejos mais bonitos da França” [VIDEO]. Perplexidade, incredulidade e curiosidade são boas palavras para quem vê a cidade pela primeira vez antes mesmo de chegar lá em cima.

Calma, organizada e sedutora são palavras que traduzem bem o sentimento de quem caminha pela primeira vez pelas suas ruas de pedras. "Sabe aqueles lugares que você vê no cinema? Pois Gordes é sem dúvida um deles", afirma Geraldine Dingwall, assessora de imprensa da região de Aix-en-Provence.

Publicidade
Publicidade

Encarapitada no alto de uma colina, a cidade observa, lá em baixo, os vales e vinhedos do Luberon!

Turistas desde o tempo de Cristo

Pequena, meio selvagem, meio sofisticada, está lá, vendo a vida e os andarilhos passarem antes mesmo de Cristo! Tem gente que diz que não tem muito mais a fazer em Gordes a não ser andar pelas centenas de ruas do vilarejo. "Não acredite, a menos que você não goste de paisagens de tirar o fôlego, de natureza, de história", completa Geraldine. E isto você encontra em Gordes a cada esquina, a cada quadra, a cada respiração. Ou seria transpiração?

A sugestão é ficar ao menos três dias em Gordes e fazer da cidade sua base para conhecer um pouco da região. Depois que você se cansar da vista estonteante que se revela a cada esquina, alugue um antigo Citroen C2, com mais de 4 décadas e caia na estrada! Então comece por uma visita a Abadia Notre Dame de Senanque.

Publicidade

Possivelmente um dos lugares mais visitados – e fotografados – de toda Provence.

No verão, os próprios monges colhem as flores

Fundada em 1148, durante o verão a Abadia resplandece com um campo de lavandas inacreditavelmente florido. A leveza das flores e de sua cor contrastam fortemente com o cinza das pedras da Abadia. Dica: o estacionamento é grátis e dá direito a acompanhar os monges colhendo lavandas no verão. Conseguiu imaginar a cena? Tem mais: as flores atingem seu apogeu normalmente nas duas primeiras semanas de julho, portanto, programe-se.

Meio dia para este passeio e depois siga para a cidadezinha de Coustelet, onde fica o Museu da Lavanda [VIDEO]. Lá você entenderá porque toda a região presta homenagens a esta plantinha que durante séculos é o sustento e o orgulho da região. Quer ficar hospedado em alto estilo? Se for dentro de Gordes só há uma opção: La Bastide de Gordes. Instalado magistralmente no melhor ponto da cidade, tem, claro, a melhor vista da região! É um dos hotéis Palácio da França.

Publicidade

Se for fora da cidade, fique no Hotel Les Bories, na Rota da Abadia de Senanque.

Gastronomia e luxo = Gordes

Na França, comer bem é mais que hábito, é obrigação, sacerdócio, devoção. Se quiser refeições em alto nível, duas alternativas irrecorríveis: O restaurante La Citadelle, dentro do hotel La Bastide de Gordes, e o restaurante L`Atelier gourmand, dentro do hotel Le Borries. Atmosfera requintada e produtos fresquíssimos do jardim direto para o prato. Se quiser alimentar um pouco seu lado capitalista, leve de Gordes roupas de linho, uma tradição secular preservada por pequenos artesãos locais.

Última dica: a melhor hora para tirar uma foto perfeita de Gordes a partir da estrada é à tarde, quando o sol ilumina perfeitamente a cidade. Não existe uma indicação precisa do melhor local para a foto, mas, assim que virar uma curva na estrada vai saber imediatamente. Pare e tire uma foto da cidade “perché”(pendurada, em francês) de Gordes antes de chegar lá em cima. Mas cuidado porque a estradinha é mão dupla e praticamente não há acostamento. #paulopanayotis