O Palácio Barolo é um edifício de escritórios projetado pelo arquiteto italiano Mario Palanti a pedido do empresário têxtil Luigi Barolo. Até 1935, foi o prédio mais alto de Buenos Aires [VIDEO] e também chegou a ser um dos maiores da América Latina.

Construído em 1923, o edifício chama a atenção de quem passa pela famosa Avenida de Mayo, no bairro de Montserat, região central de Buenos Aires. Fora do circuito turístico muitos turistas e locais tem visitado esse belo edifício que oferece visitas guiadas. Para quem gosta de arquitetura, arte e fotografia a visita é obrigatória.

História

O edifício foi arquitetado com referências à obra Divina Comédia de Dante Alighieri, dividindo a construção em três partes: Inferno, Purgatório e Céu.

Publicidade
Publicidade

A estrutura tem 100 metros, o mesmo número de cantos que tem a obra e são 22 andares, mesma quantidade de estrofes dos versos.

Curiosidade

O Palácio Barolo tem um "irmão gêmeo" mais baixo em Montevideo, Uruguai. O Palácio Salvo, que foi projetado pelo mesmo arquiteto, também oferece visitas guiadas e também é uma boa opção de passeio para quem for atravessar o Rio da Prata. Quem visita o Palácio Barolo ganha desconto para a visitar o Palácio Salvo.

Visita Guiada

A visita guiada é uma incrível experiência com tours diurnos, noturnos, fotográficos e de ano novo, além de também oferecer aulas de tango.

O tour começa no térreo passando por várias partes do edifício até o topo. Os guias são muito elegantes vestindo trajes que remetem a década de 20. Os elevadores são antigos e a arquitetura sombria, misteriosa e emblemática.

Publicidade

O ponto alto do passeio é a subida até o farol, a vista de 360 graus da cidade é magnífica, uma verdadeira definição de "paraíso" após passar pelo "purgatório". O farol giratório com 300 mil velas de ignição é aceso todos os dias, ele passou por uma restauração em 2010 fazendo parte das festividades do Bicentenário da #Argentina. Outro destaque é a visita de uma sala de escritório do prédio que manteve a arquitetura e objetos da época.

Para fazer a visita guiada é necessário reservar antecipadamente e o pagamento é feito na chegada, o passeio não é recomendado para pessoas com claustrofobia e com problemas de mobilidade, pois tem subida de escadas e passagem por lugares estreitos. Os tours são feitos em inglês e espanhol, mas o brasileiro que sabe o básico da língua consegue compreender bem os guias. Para mais informações e valores é só entrar no site do Palácio Barolo Tours. #Viagem