Um corpo de uma mulher ainda não identificada foi encontrado na manhã de quarta-feira (9) em um terreno baldio que fica nos fundos de um hospital, em Maués, a cerca de 276 km de Manaus. A vítima aparentava ter uma idade de aproximadamente 30 anos. Nenhum suspeito de ter cometido o #Crime foi preso. De acordo com informações repassadas pela polícia da cidade, a vítima foi assassinada com vários tiros que atingiram a sua cabeça, peito e as suas costas.

Conforme relata a polícia, a vítima era irmã do criminoso conhecido como “Mata Pai”, muito temido pela população de Maués. A vítima tem uma tatuagem com o nome de "Elizandro" na parte inferior do braço esquerdo, o que pode ajudar a polícia na identificação.

Publicidade
Publicidade

Segundo a Delegacia Interativa, a polícia recebeu várias ligações por voltas da 6h da manhã de moradores relatando que tinham encontrado um corpo de uma mulher sem roupas.

Quando os investigadores da Delegacia Interativa chegaram ao local informado encontraram a vítima completamente despida. A polícia suspeita que o crime ocorreu por vingança, pois a vítima é irmã de um criminoso, que tem uma longa ficha criminal na cidade. Ainda conforme a polícia, os policiais descobriram que os autores do assassinato introduziram vários pedaços de sacos plásticos nas partes íntimas da mulher.

O corpo da vítima foi recolhido e encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Maués, passou por exames de necropsia e está à disposição de familiares para o sepultamento. A Delegacia Interativa de Manués ainda não identificou o nome e a idade da vítima.

Publicidade

Um inquérito foi aberto e o caso esta sendo investigado.

Um caso semelhante aconteceu na terça-feira (8). O corpo de um homem foi encontrado esquartejado, no bairro do Tancredo Neves, zona leste de Manaus. De acordo com o "Portal do Zacarias", o corpo da vítima estava dentro de um saco plástico. A vítima foi identificada como Diego Silva Loureiro, de 17 anos. Policiais da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) afirmaram que esses assassinatos e esquartejamentos têm sido a "marca registrada" de facções criminosas ligadas ao tráfico de drogas em Manaus. O caso está sendo investigado. #Casos de polícia #Morte