Um assassinato foi registrado na segunda-feira (27), na Rua 3, do bairro Monte Pascoal, na zona norte de Manaus, no Amazonas (AM). A vítima foi identificada pelas autoridades como Júlio César Torres, de 20 anos, que era comerciante na cidade em que morava. O jovem foi assassinado pela própria esposa identificada como Mickley Hoanne, de 18 anos. A jovem está foragida da Justiça.

Segundo informações repassadas pela polícia, o casal estava em sua residência quando em determinado momento começaram uma discussão. Mickley, por sua vez, pegou uma faca e, em seguida, efetuou três golpes no companheiro. Ainda, de acordo com a polícia, a vítima após ser atingida pelas facadas saiu correndo para fora de casa desesperado pedindo por socorro, mas devido ele ter perdido muito sangue logo acabou caindo na rua onde ficou agonizando até a morte.

Publicidade
Publicidade

Mickley Hoanne, logo após de ter cometido o #Crime, pegou a sua filha de apenas 1 ano e fugiu do local tomando rumo ignorado. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionado pelos vizinhos relatando que um homem tinha sido esfaqueado, quando a equipe de socorristas chegou ao local informado não puderam fazer mais nada, Júlio César já estava sem os seus sinais fitais. Em seguida o seu corpo foi recolhido e encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) da cidade, onde passou por todos os exames necessários, sendo assim liberado para que a família pudesse sepultar o corpo.

Os policiais fizeram uma ronda na região atrás de Mickley, mas não obtiveram sucesso nas buscas. Conforme informações da mãe da vítima, a dona de casa Raimunda Adelaide Costa, de 48 anos, a acusada fazia uso de entorpecentes e tinha um relacionamento com o seu filho há mas e 4 anos.

Publicidade

Ainda de acordo com Raimunda, o casal sempre teve uma vida muito conturbada, pelo fato do ciúme doentio que a nora tinha pelo seu filho.

Os agentes da lei relataram que, tantos os vizinhos e outros familiares da vítima deram a mesma versão dada pela mãe da vítima. A polícia abriu um inquérito e o caso está sendo investigado pela DEHS. Até o fechamento desta edição a acusada ainda não tinha sido presa pela polícia. #Investigação Criminal #Casos de polícia