Um linchamento foi registrado na sexta-feira (17), na Rua D, bairro de Santa Inês, na zona leste de Manaus, no Amazonas (AM). Na ocasião, um jovem cuja sua identidade não foi revelada pelas autoridades por motivos óbvios, foi despido, agredido e linchado por populares, logo após tentar assaltar clientes em uma Lan House. Segundo informações, o acusado ainda teve um cabo de vassoura introduzido no ânus. O homem foi preso em flagrante pela polícia.

Publicidade

Segundo informações repassadas pela polícia, o acusado tinha entrado dentro do estabelecimento comercial com uma arma de fogo, em seguida, ele anunciou o assalto. Ainda de acordo com a polícia, o suspeito rendeu todas as vítimas e roubou todos os aparelhos de celulares. No entanto, quando o indivíduo ia fugindo do local, foi surpreendido por uma vítima que reagiu ao assalto, vindo a cair no chão com o bandido e logo as outras vítimas desarmaram o sujeito.

De acordo com testemunhas, o jovem teve as suas duas mãos amarradas e foi espancado com murros, chutes e socos. Em seguida, seus agressores tiraram suas roupas e introduziram um cabo de vassoura em seu ânus. Ainda de acordo com testemunhas, o cabo de vassoura estava com um prego na ponta, mas foi arrancado pelos agressores. Nas imagens, dá para ver com clareza o ladrão nu com as suas mãos amarradas e a cabeça ensanguentada.

Conforme informações, após a cessão de espancamento e a agressão sofrida pelo acusado de roubo, ele foi amarado em um poste. A polícia foi acionada pelos moradores da localidade relatando que um jovem tinha sido amarrado em um poste após o mesmo tentar assaltar um estabelecimento comercial. Diante da situação, uma viatura da polícia se deslocou até o local informado, onde confirmou a veracidade dos fatos. Entretanto, como o suspeito estava muito machucado o socorro foi acionado.

Ele foi encaminhado para uma unidade médica da cidade, onde recebeu os atendimentos necessários, em seguida, foi preso e encaminhado para a delegacia para prestar depoimento para o delegado plantonista. Após o depoimento foi encaminhado para um presídio. Nenhum envolvido no linchamento foi preso pela polícia. O caso está sendo investigado. #Investigação Criminal #Casos de polícia