Com a aproximação do fim do ano, surgem as retrospectivas e o mundo já contabiliza suas perdas humanas. Milhões de pessoas morrem anualmente, vítimas de violência no trânsito, ações criminosas, terrorismo, intolerância religiosa, doenças, epidemias, acidentes, velhice, entre outras razões. Mas, sem dúvida, as mortes mais lembradas são as de figuras públicas que, em alguma instância, fizeram parte da vida de milhares de indivíduos por meio de seu trabalho ou de suas atitudes.

Veja abaixo uma lista com algumas grandes perdas de 2014:

  • Eduardo Coutinho: Cineasta, 80 anos.

Cineasta brasileiro, considerado um dos documentaristas mais aclamados da atualidade. Vítima de uma tragédia familiar, foi assassinado a facadas em seu apartamento pelo filho esquizofrênico.

  • Carlos Páez Vilaró: Artista plástico, 90 anos.

Artista plástico, escritor e compositor uruguaio, proprietário do conceituado hotel e galeria de arte Casapueblo, situado em Punta del Este. Faleceu em casa, após várias tentativas de combater uma insuficiência cardíaca grave.

  • Paulo Goulart: Ator, 81 anos.

Ator e autor brasileiro, reconhecido como um dos grandes nomes do teatro nacional, com carreira na televisão e no cinema. O motivo de sua morte foi o câncer que o acometia nos últimos três anos.

  • Gabriel García Marquez: Escritor, 86 anos.

Escritor, jornalista e político colombiano. Considerado um dos autores mais lidos do século XX, com mais de 40 milhões de livros comercializados. Foi vítima de uma pneumonia, adquirida após a recorrente luta contra o câncer nos pulmões.

  • José Wilker: Ator, 67 anos.

Ator, diretor, apresentador, narrador e também crítico de cinema brasileiro. Construiu sucessos no teatro, na televisão e no cinema nacional. Faleceu enquanto dormia, vítima de um infarto fulminante.

  • Jair Rodrigues: Cantor, 75 anos.

Cantor brasileiro, reconhecido como um dos clássicos representantes da música popular e do samba nacional. Morreu em casa, também por infarto.

  • Ariano Suassuna: Escritor, 87 anos.

Escritor, dramaturgo e poeta brasileiro, autor de obras que valorizavam a cultura nordestina, a exemplo de "O Auto da Compadecida". Vítima de um acidente vascular cerebral, não resistiu à cirurgia no crânio.

  • Rubem Alves: Escritor, 80 anos.

Escritor, educador, teólogo e psicanalista brasileiro. Considerado um dos maiores pedagogos do Brasil, foi autor de livros religiosos, educacionais, existenciais e infantis. Morreu por falência múltipla de órgãos.

  • Eduardo Campos: Político, 49 anos.

Político e economista brasileiro, foi governador do estado de Pernambuco por dois mandatos e construiu importante carreira na política. Morreu em um acidente aéreo, durante sua candidatura à Presidência da República.

  • Robin Williams: Ator, 63 anos.

Ator e comediante americano, vencedor do Oscar e de outros importantes prêmios do cinema. Figurou entre os três assuntos mais pesquisados pelo buscador Google em 2014, após cometer suicídio por enforcamento.

  • Hugo Carvana: Ator, 77 anos.

Ator e diretor brasileiro, com extensa carreira na televisão e no cinema. Foi um dos representantes do movimento conhecido como Cinema Novo. Seu falecimento ocorreu em decorrência de um câncer no pulmão.

  • Roberto Bolaños: Ator, 85 anos.

Ator, diretor, escritor, compositor, comediante e dramaturgo mexicano. Foi autor das séries mundialmente famosas "Chaves" e "Chapolin", nas quais interpretava o personagem principal. Faleceu após uma parada cardíaca.

  • Manoel de Barros: Poeta, 97 anos.

Poeta brasileiro, visto como um célebre escritor contemporâneo. Recebeu inúmeros prêmios literários desde o início de seu trabalho, nos anos 40. Falência múltipla de órgãos foi a causa de sua morte. #Famosos