É mais do que sabido por todos que na Índia há a divisão de castas, a qual por mais que não seja tão óbvia aos olhos de quem visita ao país, é óbvia em muitos aspectos, como oportunidades de emprego e, claro, o casamento. Praticamente a maioria dos indianos se casa com pessoas de sua mesma casta e poucos decidem ir contra o sistema. Porém, a coisa está mudando de figura e o governo do estado de Uttar Pradesh, um dos mais conservadores na Índia, tomou uma medida nada mais que inovadora para desencorajar os casamentos dentre a mesma casta: Prometeu dar aos casais uma robusta contribuição de 1000 dólares, além de medalhas e certificados, para os casais que ousarem casar fora de sua casta.

Publicidade
Publicidade

A medida vale para todo o estado e, para ganhar o dinheiro e prêmios, a única condição é a de que os casais pertençam a castas diferentes. Os casais interessados terão que comparecer até o cartório da região junto com sua certidão de casamento. Após o notário estar convencido da autenticidade dos documentos e da união, ele enviará os nomes para o escritório responsável para que os casais sejam agraciados com o cheque.

Num país onde as diferenças culturais e sociais são gritantes, é muito comum ver casamento entre castas diferentes entre famílias abastadas ou grandes empresários, já que o casamento, na verdade, é um grande negócio a ser fechado entre as duas famílias. As mais famosas celebridades de Bollywood e outras indústrias do entretenimento também decidiram casar-se com pessoas não só de castas diferentes, mas também, de religiões diferentes da sua.

Publicidade

Um exemplo disso, é o astro Sharukh Khan, que é muçulmano e casou-se com sua namorada de longa data, a hindu Gauri, hoje, Gauri Khan.

Em 2009, o celebrado autor indiano Chetan Bhagat lançou o livro 2 States (Dois estados), metade autobiográfico, no qual conta a saga do seu relacionamento com uma moça de casta diferente e o quanto os dois lutaram para que as duas famílias aceitassem. O livro virou filme, com o mesmo nome ( 2 States) no ano passado, o qual foi uma das maiores bilheterias do ano, mostrando que esse assunto ainda causa muita polêmica.