No dia do aniversário da revolta que derrubou o ditador Hosni Mubarak, 15 pessoas morreram durante manifestação contra o atual governo. A revolta popular que ocorreu em 2011, levou à renúncia de Mubarak que havia completado 30 anos de poder no Egito.


Um ano após a renúncia de Mubarak, Mohamed Morsi foi eleito de maneira democrática, mas em pouco tempo conquistou sua impopularidade por conta de suas ações que iam contra o Exército Egípcio. Além disso, Morsi ficou conhecido pelo seu autoritarismo e por permitir a influência de grupos religiosos dentro da política, visto que ele é membro de Irmandade Muçulmana.


Os protestos que o Egito vive hoje são frutos de uma convocação feita pelos partidários do islamita e ex-presidente Mohamed Morsi, que caiu em um golpe militar, no ano de 2013. Esses partidários se opõem ao governo atual do ex-chefe do Exército e mentor da derrubada de Morsi, Abdel Fattah al-Sissi.


Abdel Fattah foi eleito em maio de 2014 com mais de 90% dos votos, contando com o apoio da grande maioria da opinião pública. A eleição de 2014 instalou um clima de esperança para que os confrontos finalmente tivessem fim. Apesar disso, ele é acusado por impor um regime ainda mais autoritário que do ditador Hosni Mubarak.


De acordo com Hosam Abdelgafa, representante do Ministério da Saúde do Egito, além dos 15 mortos, outras 45 pessoas foram feridas no confronto entre manifestantes opositores e policiais. Ao que se sabe, um morte foi na região de Alexandria, outra em Gizé e pelos doze em Al Matariya, região em que o confronto tem sido mais intenso e violento.


O clima no Egito é de instabilidade política e muita violência. O confronto nos protestos se dá entre a polícia egípcia, manifestantes opositores e manifestantes que apoiam o atual governo.


Por enquanto, a única morte esclarecida foi a que ocorreu na cidade de Alexandria. Segundo as autoridades, o manifestante estava armado e atirou contra a polícia durante o protesto. Em resposta, as forças de segurança atiraram de volta e acabaram por matar o rapaz.