"Alguns acreditam que, com licença da palavra, que para sermos bons católicos devemos ser como coelhos. Não, devemos ter sim uma paternidade responsável". Palavras do Papa Francisco retornando para a Itália de sua viagem as Filipinas, e abre o tema da procriação responsável. Fez um longo voo de quase 15 horas,antes de chegar em Ciampino. 

O Papa resolveu falar sobre a paternidade responsável. E, em seguida, afirmando a sua posição sobre a contracepção acrescentou: "Eu acredito que o número de três filhos por família é o que os especialistas consideram importante para manter a procriação, 3 por casal".

Depois de ter dado essas declarações retornou sobre o assunto que havia discutido no voo do Sri Lanka para as Filipinas, e que tinha criado um pouco "de confusão porque pareceu justificar a violência em frente a uma reação.

Publicidade
Publicidade

"Em teoria - explicou Francisco -, podemos dizer que não devemos reagir violentamente a uma provocação, você não deve fazer isso. Podemos citar o que diz o Evangelho, temos de dar a outra face. Na teoria todos estamos de acordo mas somos humanos sujeitos a falhas. Temos que agir com prudência, que é uma virtude da sociedade humana. Eu não posso insultar uma pessoa continuamente fazê-la com que ela fique com raiva e correr o risco de receber uma reação, isso não é certo. Por isso eu digo que a liberdade de expressão deve levar conta a realidade humana e, portanto, deve se ter cautela " O Papa também falou sobre a corrupção na #Igreja, recordando um episódio antigo e revelando como ele queria responder às pessoas que queriam o subornar com um chute no traseiro: "Em 1994, eu era um bispo recém-nomeado do bairro de Flores, Buenos Aires.

Publicidade

Vieram ao meu encontro dois funcionários de um ministério. - Aqui é um lugar que precisa tão desesperadamente de ajuda, pois tem muitos pobres e muitas miséria. - Oh, sim, eu disse. Mas nós podemos ajudar. Nós temos, se você quiser, uma ajuda de 400 mil pesos " ou seja 400 mil dólares na época. "Vamos fazer o depósito, e a igreja nos dá a metade. "Naquele momento eu pensei no que iria fazer. Insultá-los, ou dar-lhe um pontapé onde o sol nunca bate, ou me fazer o tolo. Escolhi essa ultima opção e disse: "Mas você sabe que nós temos que fazer o depósito ao arcebispo com o recibo?" "Ah,. eu não sabia. Me desculpe ". E eles saíram." Durante o encontro com os jornalistas, o Papa abordou ainda a questão da pobreza e de como nós e a igreja devemos lidar com ela. #Religião