Fabiana Palhares, brasileira, 35 anos, foi brutalmente assassinada pelo seu namorado Brock Wall, 34 anos, ontem (2), na Austrália. Ela estava grávida há mais ou menos 10 semanas e foi achada desacordada pela polícia com vários ferimentos na cabeça. Fabiana foi hospitalizada já em estado grave e não resistindo aos ferimentos, veio a óbito. De acordo com informações, o próprio assassino seria o pai da criança.

Segundo relatos de vizinhos, houve uma discussão calorosa antes do #Crime, mais ou menos às 14 horas. Segundo relatou o detetive da polícia local, Fabiana foi atacada com um objeto cortante, e o caso vem sendo considerado como violência doméstica, já que o casal aparentemente mantinha um relacionamento.

Publicidade
Publicidade

O suspeito foi encontrado nas proximidades com a roupa suja de sangue. Ele teria tentado evadir do local em um sedam branco, mas foi impedido pela polícia.

Um jornal local informou que o australiano teria assassinado a brasileira com uma machadinha. Populares disseram que as brigas eram constantes e a polícia já teria sido acionada em uma outra ocasião. Parece que o que teria motivado o crime foi um ponto final no relacionamento, por parte da brasileira, que já não aceitava mais as agressões do namorado. Wall não estava aceitando bem essa situação. Aparentemente, ele não aparentava ser uma pessoa violenta, mas segundo relatos de amigos do casal, Fabiana andava com muito medo dele ultimamente.

A advogada do criminoso foi ao tribunal de Southport na manhã de terça feira (3) e não solicitou fiança.

Publicidade

Wall será julgado pelo crime de duplo homicídio, considerando o fato de que a brasileira estava grávida.

Segundo Donna Minns, promotora do caso, pode-se levar semanas para a conclusão dessa investigação.

Em frente à casa de Fabiana foram colocadas flores em homenagem a ela. Amigos e vizinhos estão perplexos e parecem não acreditar no desfecho desse romance. Segundo relatos de amigos, Fabiana foi sempre uma pessoa amável e sorridente, sempre acenava e cumprimentava a todos. Todos que a conheciam estão muitos tristes e lamentam o ocorrido. #Justiça