A #China comemorou nesta quinta-feira (19) a chegada do ano da cabra e Pequim ficou submersa em uma espessa camada de fumaça . Fogos de artifício foram lançados para celebrar o Ano Novo Lunar, agravando ainda mais a poluição no país.

A camada de fumaça presente na atmosfera compensaram a redução da poluição que se tinha alcançado devido ao fechamento de fábricas e a redução do trânsito. A concentração de partículas PM 2,5 mais prejudiciais à saúde teriam se multiplicado por 25 em um pequeno espaço de tempo.

Comemorando a chegada do ano da cabra e despedindo-se do cavalo, centenas de chineses acenderam fogos de artifício como é tradição na China, que diz que este ato ajuda a afastar a má sorte.

Publicidade
Publicidade

Uma concentração de 16 microgramas por metro cúbico de PM 2,5 foram registrados em Pequim antes dos fogos serem lançados, passando para 407 microgramas por metro cúbico em 01:00 após a festa ter começado. Esses dados foram divulgados na conta do Twitter pela Embaixada dos EUA na China.

Estas partículas com diâmetro inferior a 2,5 microns ( mil vezes menores do que 2,5 milímetro), são considerados mais prejudiciais porque eles entram diretamente em contato os pulmões. Apesar das restrições adotadas pelas autoridades chineses, os fogos de artifício iluminaram a noite de Ano Novo Chinês.

Um total de 138 das 536 cidades chinesas adotaram a limitação no uso desses fogos, a fim de desfrutar de um céu mais limpo durante estas datas comemorativas, de acordo com o Ministério da Segurança Pública da China. Foram ainda realizados nas últimas semanas vários apelos à população para limitar o lançamento de fogos de artifício, considerando suas implicações para a qualidade do ar.

O tempo propiciou que a fumaça se propagasse ainda mais, aumentando a concentração de poluentes no céu Chinês.

Os chineses gastaram muito neste dia que consideram o mais importante do ano, com a família ou no templo. É uma celebração que é realizada também no Leste e no Sudeste da Ásia.

Todos os anos, centenas de milhares de chineses invadem estações de trem e aeroportos, alguns viajam milhares de quilômetros para desfrutar de alguns dias de folga e das festividades.