A polícia encontrou duas múmias flutuando sobre um córrego poluído ao sul do Cairo, no Egito. Ambas estavam vestidas com os antigos trajes funerários, dentro de seus sarcófagos de madeira, embrulhados em lençóis. De acordo com o G1, a revista egípcia CairoScene afirmou que a polícia resgatou as múmias em um vilarejo próximo à cidade de Minya, 240 km ao sul da capital. Esse não foi o primeiro registro de múmias encontradas em diferentes localidades no Egito nos tempos atuais.

O Ministério de Antiguidades estima que elas sejam oriundas da era greco-romana, entre 332 a.C. a 395 d.C. Entretanto, os corpos já estavam bastante deteriorados em função do contato direto com a água suja.

Publicidade
Publicidade

O Ministério comunicou que as urnas funerárias não continham hieróglifos ou inscrições antigas, apenas apresentavam desenhos coloridos retratando o rosto de mulheres egípcias. Um terceiro sarcófago vazio também foi encontrado.

As autoridades não sabem como os sarcófagos chegaram até o córrego. Yusuf Khalifa, funcionário do Ministério, declarou que possivelmente as múmias tenham sido encontradas por moradores da região envolvidos em escavações ilegais, que as descartaram após compreender o valor cultural do que haviam encontrado e os riscos que assumiriam. "Os ladrões podem ter descartado os sarcófagos no canal quando sentiram as autoridades fechando o cerco sobre eles, ou talvez quando estavam se aproximando de um ponto de segurança", afirmou Khalifa ao Daily News do Egito.

O país restringe a prática de escavações em seu território.

Publicidade

No ano passado, sete pessoas foram presas após encontrarem um templo em uma escavação clandestina em Giza, arredores do Cairo. Os escavadores clandestinos não estão habilitados a lidar com as antiguidades descobertas, o que pode comprometer a conservação do patrimônio egípcio. O caso das múmias é um franco exemplo desse problema, pois, após o descarte dos sarcófagos no córrego, os corpos praticamente dissolveram-se nas águas.

O Ministério de Antiguidades afirmou à CairoScene que especialistas estão tentando restaurar os corpos mumificados. A restauração pode não obter o sucesso desejado em função do avançado estado de decomposição das múmias. De qualquer forma, os restos devem ser expostos junto às urnas funerárias no museu de Mynia após as subsequentes tentativas de restauração. #Curiosidades