Ser pai de quadrigêmeos não é tarefa fácil. Pior ainda se isso tiver que ser feito sem a participação da mãe. Carlos Morales diz que foi do "melhor dia da minha vida, para o pior dia da minha vida", depois que sua esposa, Erica Morales, de 36 anos, deu à luz quadrigêmeos no dia 15 de janeiro. Logo em seguida, ela sofreu um choque hemorrágico com perda intensa de sangue. Sua morte ocorreu 1 hora após o nascimento das crianças, um menino e três meninas.

Morales não assistiu ao parto dos bebês por estar no trabalho, mas ficou imensamente feliz quando soube que eram quatro crianças. Mesmo assustado, correu para o hospital e, ao chegar, já se deparou com a tragédia.

Publicidade
Publicidade

Dois dos bebês, Pailey e Erica, ainda se encontram no hospital por necessitarem de cuidados médicos e Morales vai visitá-los todos os dias. A sogra fica em casa cuidando dos outros dois que foram liberados, Carlos Jr. E Tracey.

Dois dias antes de seu falecimento, a americana foi ao hospital para aferir a pressão, que estava muito baixa. Os médicos recomendaram sua internação até o dia do parto.

Erica estava calma e feliz quando avisou amigos por meio das redes sociais que tudo daria certo, que os herdeiros resolveram chegar um mês antes. Ela também agradeceu a Deus pela benção e a todos pelas preces. O casal estava junto há sete anos e faziam tratamento de fertilidade. Quando souberam da gravidez ficaram muito felizes.

A familia não se conforma com essa tragédia e todos ainda se sentem muito abalados.

Publicidade

"É muito triste saber que ela nunca vai vê-los crescer, pentear seus cabelos ou segurar suas mãozinhas. Nada disso vai acontecer para ela", diz uma prima.

Os amigos de Carlos Morales ficaram comovidos e se uniram para ajudá-lo. Para isso, criaram uma página para arrecadar doações e ficaram impressionados com as mais de 258 mil libras (cerca de R$ 1,1 milhão) que conseguiram arrecadar.

O pai, agora mais calmo, diz estar lidando melhor com a situação e que está tendo aulas para aprender como cuidar das crianças. "Eu já aprendi de tudo, desde o banho até controlar o horário do sono deles, preciso estar preparado", diz ele, orgulhoso. #Família