Air Canada vôo 624 fez um pouso forçado no Aeroporto Internacional de Halifax na manhã de domingo e derrapou na pista.

O avião fez uma "difícil aterrissagem", uma vez que derrapou na pista de decolagem no Aeroporto Internacional de Halifax Stanfield, durante uma tempestade de neve.

Air Canada confirmou que 23 pessoas, entre passageiros e tripulantes foram enviados para o hospital e não há feridos em estado grave. 18 já foram liberados. Treze foram enviados para hospitais da Capital, enquanto 10 foram remetidos para o Centro de Saúde IWK em Halifax.

O vôo 624 tinha 133 passageiros e cinco tripulantes a bordo. Acredita-se que o avião atingiu uma linha de energia e, em seguida, derrapou, levando a uma queda de energia em massa no aeroporto.

Publicidade
Publicidade

A ligação direta entre a queda de energia e o pouso forçado não foram confirmadas por funcionários do aeroporto.

O avião, um Airbus A320, é do mesmo tipo envolvido no acidente com a Germanwings, na última terça- feira, no sul da França.

O porta-voz do aeroporto, Peter Spurway, disse que o aeroporto foi fechado, a todo o tráfego após o acidente. "Não sabemos se o tempo foi um fator", porém, tudo estava sob controle quando o avião fez contato com a pista," conclui Spurway.

Depoimentos dos passageiros

Um dos depoimentos dados pelos passageiros contradiz as afirmações de 'tudo sob controle' ditas porta-voz do aeroporto.

O passageiro Gordon Murray disse que ele estava calmo, apesar da experiência horrível. "Nós acabamos de bater duro e as coisas se separaram". Ele acrescentou que se sente feliz por estar vivo, considerando o que poderia ter sido..."Pouco antes de bater houve uma grande bola de luz", finaliza.

Publicidade

Leon Yu de onze anos, não tinha certeza do que estava acontecendo no momento, mas lembra do avião 'deslizando em toda a parte'.

Alguns passageiros disseram a Global Notícias que viram um motor cair durante o pouso. "O avião bateu com tanta força que a engrenagem saiu, os dois conjuntos de rodas, então os motores foram arrancados", declarou o passageiro Randy Hall.

"Foi surreal," disse Wayne Ezekial de St. Andrews. "Era como se eu estivesse em um filme de terror...você olha para a frente e a primeira preocupação é a de imaginar o avião começar quebrando e a seguida pegando fogo. Que sensação horrível!"

A energia foi restabelecida para o aeroporto durante a madrugada e as operações estão sendo retomadas, mas atrasos significativos são esperados.

Pela manhã o porta-voz do aeroporto disse que havia um problema impedindo as companhias aéreas de atualizarem horários de vôo em seu site e os passageiros estavam sendo orientados a entrar em contato com suas companhias aéreas diretamente.