Um brasileiro que mora em Barcelona, Rafael Rebello, conta que poderia estar no voo 4U9525, da empresa Germanwings, que caiu na terça (24) nos Alpes Franceses. Rafael, que é gerente de exportação de uma empresa de chás, tinha uma reunião marcada para a  tarde de terça na Alemanha.

Na última segunda feira, acessou o site da empresa para comprar sua passagem, mas percebeu que os preços haviam subido significativamente. Esse fato aliado a possibilidade de algum imprevisto até a hora da reunião, que ocorreria na tarde de terça-feira, foi o suficiente para que Rafael procurasse outra companhia e comprasse suas passagens, mudando o dia e horário de sua reunião em Colônia, há 40 km de Duesseldorf, onde fica o aeroporto de destino do voo 4U9525.

Publicidade
Publicidade

Ontem pela manhã, um cliente entrou em contato com o mesmo para perguntar se ele “estava vivo”. Rafael estranhou o tipo de ligação e só depois da explicação do cliente que soube do acidente que matou todos os passageiros a bordo. O brasileiro afirma que na hora ficou nervoso, com uma “tremedeira”, por imaginar que ele poderia estar entre os mortos do trágico acidente.

Rafael ficou tão feliz por estar vivo que escreveu uma mensagem para o alemão que o receberia para a reunião e que aceitou que a mesma tivesse sua data e horário alterados, dizendo: “Você salvou a minha vida.”

Hoje é uma data triste para dezenas de famílias, mas foi um dia de alegria para Rafael. Sua mãe comemora aniversário e foi visitá-lo em Barcelona. Quando ele contou do que se livrou e a mesma viu a repercussão do acidente na mídia, concluiu que esse foi o seu presente de aniversário: “Ter o seu filho vivo!”

Os bombeiros buscam os restos mortais das vítimas e a operação de resgate não tem previsão para ser encerrada.

Publicidade

A imprensa escrita e falada de todo o mundo tem dedicado sua programação jornalística para atualizar internautas e telespectadores sobre as últimas notícias do acidente. Dezenas de familiares que encontrariam com os passageiros no aeroporto de Duesseldorf estão abalados com a perda repentina de seus amados familiares. Força às famílias!