O Canadá é juntamente com a Austrália os dois países que mais importam profissionais estrangeiros no mundo. Atualmente, o país norte-americano está emitindo vistos para quem deseja trabalhar por lá, atuando nas áreas de engenharia, tecnologia da informação, administração, contabilidade e marketing. Para 2015, são esperados mais de 6000 vistos permanentes com este propósito.

Francês, o idioma de Quebec

Como os profissionais são destinados a província de Quebec, que fica no leste canadense, onde o idioma oficial é o francês, dominar esta língua é o primeiro requisito para quem deseja se aventurar por lá. Pelas origens latinas, a similaridade do português com o francês faz com que os brasileiros não tenham muita dificuldade em aprender o idioma.

Publicidade
Publicidade

Além disso, o conteúdo acadêmico é outro ponto semelhante.

Engenheiros

Profissionais com formação em engenharia são alguns dos que mais têm chances no Canadá. As principais áreas são: aeronáutica, de alimentos, civil, elétrica, de produção, mecânica e de software. Contudo, o simples fato de possuir um diploma e exercer a profissão em solo brasileiro não garante a possibilidade de trabalhar no Canadá como engenheiro. O profissional poderá atuar como técnico até que ingresse na ordem profissional de engenheiros da região de Quebec.

Para ingressar na ordem, o engenheiro passará por um teste preliminar, para conferência de sua formação e experiências. Na sequência, será necessária a realização de testes, que são dependentes dos resultados da primeira etapa. Para ajudar, o próprio governo disponibiliza um suporte para atender aos novos engenheiros para que se adequem o mais rápido possível.

Publicidade

Tecnologia da Informação

Em Quebec, o setor de maior destaque é o de TI. As quase 8 mil empresas do setor empregam milhares de profissionais e, segundo dados canadenses, quase um quarto é composto por estrangeiros. Diferentemente dos engenheiros, não há ordem para estes profissionais, bastando conseguir um emprego no país e iniciar o #Trabalho. Um ponto positivo em trabalhar no Canadá está no alto salário oferecido, além do baixo custo de vida. O salário mínimo, convertido para reais, fica em torno de R$ 26,50 por hora de trabalho (superior a R$ 4.500 mensais para jornada de 40h).

O Visto

O processo é formado por duas etapas. Na primeira, são avaliados critérios profissionais e pessoais, realizados pelo departamento de imigração de Quebec. Na segunda, realizada pelo governo canadense, são avaliados exames médicos e antecedentes criminais. O problema quanto a isto está no período do processo de emissão do visto, que pode durar até 2 anos e meio.

Confira também as oportunidades de trabalho para profissionais estrangeiros na Austrália.