A entrevista coletiva do procurador de Marselha Brice Robin chocou o mundo. Segundo as apurações transcritas dos dados da caixa preta encontrada no local do acidente nos Alpes Franceses, o copiloto derrubou o avião com 150 pessoas a bordo propositalmente.

Esta informação deixou o mundo inteiro estarrecido. Existem algumas informações que precisam ser confirmadas, porém neste momento, as autoridades francesas e alemãs afirmam que o mais provável é que o copiloto tenha cometido suicídio, já que até então não há comprovação dele com qualquer rede terrorista.

O copiloto Andreas Lubitz tinha 28 anos. De nacionalidade alemã, morava em Montabaur, uma pacata cidade no interior da Alemanha, onde era muito conhecido e, segundo aqueles que conviviam com Lubitz, ele não apresentava sinais de depressão, aparentemente estava realizando seu sonho profissional como piloto de aeronave.

Publicidade
Publicidade

O promotor Robin afirmou que o copiloto acionou o mecanismo de descida do avião e que estava respirando até o momento do choque nos Alpes Franceses. Ainda não se sabe o por que o piloto deixou a cabine, provavelmente para ir ao banheiro. Porém, é possível ouvir através das gravações da caixa preta que o piloto tentava retornar à cabine, mas que o copiloto não permitiu sua entrada. As batidas na porta da cabine e os pedidos do piloto para que a porta fosse aberta são nítidas. Foi neste momento que o copiloto iniciou a descida propositalmente.

Ainda segundo Robin, os passageiros souberam do que estava acontecendo poucos instantes antes do impacto, quando soou o alarme de queda eminente. Neste momento é possível ouvir os gritos desesperados de todos a bordo do avião.

Thomas de Maiziere, Ministro do Interior da Alemanha, disse que não há indícios que o copiloto Andreas Lubitz não tinha nenhuma ligação com o terrorismo pelas apurações previas, mas que será investigado mais minuciosamente.

Publicidade

Porém, um perfil no Facebook da Organização terrorista Islamita Estado Islâmico trata o copiloto do voo 4U9525 da Germanwings como herói, por ter derrubado o avião com 150 pessoas a bordo no sul da França. Essa atitude gera mais desconfiança em relação a este caso e deixa a Europa e o resto do mundo em estado de alerta.

Estas suspeitas ainda devem ser confirmadas, assim que a segunda caixa preta for encontrada e analisados os parâmetros do voo, para que possam ter certeza do que realmente aconteceu. As famílias que perderam seus entes queridos estão extremamente consternadas com esta declaração, pois além da dor imensurável da perda, saber que a queda foi proposital é revoltante.

Ainda há muito que ser investigado, entretanto, estas primeiras informações deixaram o mundo chocado e ainda com muitas dúvidas em relação a este acidente. #Crime