Cientistas da Universidade de Colima (México) verificaram um grande alargamento na cratera do vulcão local. Esse alargamento foi provocado por explosões eruptivas diárias.

Em um sobrevoo de helicóptero, o geólogo Carlos Navarro Ochoa, do Observatório de Vulcões da Universidade de Colima, responsável por manter o controle das mais notáveis ​​mudanças no vulcão ao longo do tempo, anunciou que a partir das imagens obtidas com a ajuda de ferramentas técnicas como o Google Earth, pode se notar a grande diferença em comparação com os anos anteriores.

"Para que as pessoas tenham uma imagem mais clara do que acontece com o vulcão, é como se ele fosse um flan, onde alguém deu várias colheradas no centro.

Publicidade
Publicidade

No exterior ainda parece a estrutura de um cone truncado, mas se você olhar de cima, pode ver a cratera, o buraco que ficou após sucessivas explosões ", disse o geólogo. Com as explosões das últimas semanas, ele acrescentou que "Ainda está se cavando o topo da cúpula que começou a crescer desde 2007, parou em 2011, e em 2013-2014 retomou a fase de construção".

A cratera, de acordo com suas medidas, tem uma forma oval e um diâmetro variando 170-190 metros. Em termos de profundidade, chega aos 30 metros. O comportamento do vulcão, segundo o geólogo, "tem seguido um padrão consistente nas últimas semanas, não aumenta nem diminui, mas se mantém estável em uma média de 10-15 explosões diárias". Esta tendência pode mudar, tanto para baixo quanto para cima, desaparecer ou ter uma fase mais explosiva, isto é, com menos ou mais enérgicas explosões.

Como observado no sobrevoo, a infra-estrutura elétrica instalada no vulcão não foi danificada pelas erupções e pelas avalanches nos últimos dias, depois das chuvas.

Publicidade

Ochoa pediu para não tornar demasiado a altura da coluna durante as explosões, uma vez que, a velocidade do vento é maior do que a velocidade de saída da explosão. A coluna tende a se inclinar para o nordeste, que é onde o vento sopra com uma força de 30 a 40 quilômetros por hora. #Natureza #Curiosidades