No Dia Internacional da Mulher, comemorado neste domingo (8), o Papa Francisco tratou do papel fundamental que as mulheres possuem na sociedade. Na declaração, o religioso ainda disse que o planeta em que as mulheres são marginalizadas, é um planeta "estéril".

O Pontífice resolveu comentar sobre o assunto após a oração de Ângelus, uma tradicional reza da Igreja Católica. O Papa disse o dia 8 de março é a oportunidade para destacar a importância da mulher na sociedade atual, assim como a vida sente necessidade da presença das mulheres.

Em um discurso tranquilo, o Pontífice declarou que as mulheres não estão presentes só para criar mais vidas, mas também porque conseguem entender o mundo de uma maneira diferente. O Papa Francisco ainda disse que as mulheres conseguem "sentir as coisas com coração mais criativo, paciente e dócil".

Para encerrar o discurso, o Papa fez uma dedicação especial para todas as mulheres que tentam construir uma sociedade melhor. Além de agradecer todas as mulheres que servem a Igreja das mais diferentes maneiras.

Missa para 80 mil

Ontem, o Papa Francisco também realizou uma missa especial no Vaticano. Na Praça de São Pedro, aproximadamente 80 mil pessoas foram comemorar 60° aniversário da Comunhão e Libertação, movimento da Igreja Católica que visa a educação religiosa.

Na ocasião, o Pontífice homenageou o fundador da causa, Dom Luigi Giussani, falecido há 10 anos. O número de visitantes surpreendeu. O Vaticano esperava cerca de 60 mil pessoas para a comemoração do aniversário do movimento. Desde a sua criação, em 1955, a Comunhão e Libertação possuem mais de 100 mil integrantes espalhados por 70 países.

Outro Pedido

Também ontem, em Missa realizada na Paróquia de Todos os Santos, em comemoração aos 50 anos que esse evento acontece, o Papa Francisco pediu para que existisse um equilíbrio no que se é falado e no que é praticado. Em outras palavras, o Pontífice discursou que ao fazer orações ou qualquer prática religiosa, as pessoas devem também ter ações honestas e que remetam à justiça.

#Religião