Transplante de cabeça ou transplante de corpos, dependendo como você interpreta, parece mais como roteiro de filme de terror de uma super produção hollywoodiana. Mas para o cientista e doutor italiano Sergio Canavero, esta realidade esta mais próxima do que parece, mais exatamente daqui a 2 anos. Segundo ele, será possível trocar um corpo ruim, que tenha algum caso de doença degenerativa ou câncer, por um corpo sadio, prolongando a vida desse paciente.

Para se chegar ao transplante de cabeça proposto por Canavero, foi preciso anos de experimentos, apesar de serem eticamente questionáveis.

Como seria a cirurgia

Segundo o artigo publicado na revista "New Science", pelo doutor Canavero, tanto o corpo do doador, como do receptor, devem estar resfriado entre 12 e 15 graus Celsius, para que não haja morte celular dos tecidos.

Publicidade
Publicidade

Logo após, o pescoço dos pacientes seriam cortados e os vasos sanguíneos seriam ligados por uma série de pequenos tubos. Em seguida, as medulas espinhais devem ser cortadas milimetricamente para que as pontas sejam juntadas, essa é a parte mais crucial da cirurgia.

Depois, deve-se embalar as medulas espinhais com os nervos, para isso, é injetado um produto químico chamado polietilenoglicol. Este produto será injetado por várias horas, pois, ele estimula gorduras nas membranas celulares, para os músculos e vaso sanguíneo. O paciente seria induzido em coma de pelo menos um mês. Nesse período de coma, seria colocado eletrodos na coluna para que novas conexões nervosas fossem estimuladas.

Caso, por ventura acontecer uma rejeição, o paciente seria medicado com imunossupressores anti-rejeição.

Publicidade

Entretanto, se o procedimento ocorrer nos conformes, o paciente poderá andar em pelo menos um ano, com muito exercícios de fisioterapia, segundo prevê o doutor Canevero.

Quem quiser fazer este tipo de operação terá que desembolsar nada menos do que 10 milhões de euros (cerca de 29 milhões de reais). Vai ser interessante ver o que se desenrola ao longo dos próximos dois anos. #Curiosidades