No último dia 30 (segunda-feira), o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, e o chefe de #Governo da Cidade do México, Miguel Ángel Mancera Espinosa, se reuniram na sede da Prefeitura paulistana para concretizar um novo acordo entre as cidades. Este acordo abrange convênios em diversas áreas, como desenvolvimento urbano, saúde, cultura, meio ambiente, turismo, políticas públicas e educação. Envolvendo Buenos Aires, o acordo tem validade de dois anos e também prevê a troca de conhecimentos e práticas, capacitação técnica e realização de seminários que abordem os temas dos convênios. Eventos, organizados pelas três metrópoles deverão acontecer.

Publicidade
Publicidade

O secretário municipal de Relações Internacionais e Federativas de São Paulo, Leonardo Barchini, afirmou que "esse convênio resultam de uma relação de longa data entre as três cidades, que têm escala e desafios semelhantes", além de ser também um modo de focar na criação de políticas públicas para desenvolvimento urbano sustentável e na qualidade de vida. Este tipo de acordo acaba por reforçar a agenda internacional e a integração regional das cidades.

A delegação mexicana, que contava com a presença de Beatriz Paredes, a embaixadora do México no Brasil, visitou uma unidade móvel da rede Hora Certa, criada pela gestão de Haddad para a área de saúde, ampliando a oferta de consultas médicas com especialistas e agilizando o movimento da fila do sistema público de saúde.

Publicidade

A interação intensa entre as cidades vem da aproximação ocorrida na Rede de Mercocidades. Esta organização está presente nos países do Mercosul e associados desde 1995, envolve 293 cidades e tem como objetivos criação de mecanismos de comunicação, participação das cidades na estrutura do Mercosul, estabelecimento de convênios, potencialização dos recursos humanos, desenvolvimento de atividades ligadas à cultura, recreação, esporte e turismo, desenvolvimento do turismo regional e busca pela cooperação intermunicipal nos campos de ciência e tecnologia, entre tantos outros.