Andrew Hutchinson tem vinte e nove anos e era enfermeiro no Centro de Lazer White Horse de Abingdon, em Oxfordshire, na Inglaterra. Até ai, sem novidades. Exceto pelo fato desse rapaz de boa aparência não ser o que parece, sendo um verdadeiro psicopata que abusava de mulheres entre dez e trinta e cinco anos, as anestesiando ou injetando alguma droga para que elas não soubessem o que estava acontecendo.

Andrew tinha o costume de filmar os atos carnais criminosos e os armazenar em um celular ou em seu notebook. Em um dos abusos, Andrew utilizou uma câmera médica para filmar embaixo da saia de mulheres que passavam pelo #Hospital com alguma paciente debilitada.

Publicidade
Publicidade

Nenhuma das mulheres abusadas teve conhecimento do que aconteceu após acordarem, isso até a polícia ter posse de suas imagens incriminadoras.

Ele foi preso após duas garotas o flagrarem filmando crianças e mulheres no hospital White Horse de forma suspeita. Após ver as imagens, a polícia alegou que todas as diversas vítimas de Andrew Hutchinson estavam inconscientes durante o ato, pois ele as anestesiava com drogas médicas para não acordarem durante o abuso e ainda poder filmar tudo com tranquilidade.

Espantosamente, Andrew admitiu sua culpa e ainda se declarou culpado de vinte e sete acusações de estupro e de voyeurismo. Ele também trabalhou como paramédico voluntário em um festival de música da região, ocasião em que aproveitou para apalpar diversas mulheres que passaram pela tenda de primeiros socorros, o que não foram poucas devido a quantidade de pessoas participantes e do consumo excessivo de álcool.

Publicidade

As autoridades locais conseguiram contatar as vítimas filmadas e as informaram do que havia acontecido enquanto estavam inconscientes. Segundo essas autoridades, todas as vítimas identificadas já estão recebendo apoio psicológico.

O #Crime de Andrew levantou alguns debates locais sobre até onde o paciente pode estar seguro quando está inconsciente com um profissional desconhecido. Atualmente, o julgamento de Andrew está em andamento e sua sentença definitiva será emitida no dia 27 de abril.