O próximo domingo (12) será um dia de muitas expectativas nas redes sociais. Os democratas querem nomear Hillary Clinton para a Casa Branca. Os assessores da ex-secretária de Estado já sinalizaram que o anúncio da candidatura deve acontecer através do Twitter e que todos devem ficar atentos.

A ideia é de que um vídeo seja publicado e a própria Hillary falará de sua intenção de conquistar a Casa Branca. Ela quer ser a candidata democrata a presidência dos Estados Unidos. Análises e pesquisas apontam que Clinton se tornou a melhor opção para o Partido Democrata e ela teria capacidade de derrotar um candidato republicano.

Publicidade
Publicidade

As #Eleições serão somente em 2016, mas os boatos e acordos já começaram há muito tempo.

A imprensa americana já sabe que não haverá nenhuma coletiva ou declaração de Hillary. Após a divulgação da candidatura, ela viaja para Iowa e depois New Hampshire. Estes estados são os primeiros a votarem nas eleições primárias no próximo ano e por isso serão os primeiros a serem visitados por Clinton.

Em Iowa muitas notícias e boatos já apontavam para contatos entre Hillary Clinton e um dos consultores políticos mais famosos do estado. Claro que a tática de escolher Iowa como ponto de partida não é à toa. Em 2008, Clinton foi derrotada por Barack Obama já na largada das eleições e terminou em terceiro lugar como opção do partido.

Os concorrentes de Hillary pelo partido republicano são os senadores Ted Cruz e Rand Paul.

Publicidade

A candidata democrata já sai na frente e não precisou se lançar tão prematuramente como seus concorrentes, ela é muito conhecida da população e todos já sabem quem ela é.

Ainda que desnecessário, o posicionamento precoce de Hillary Clinton mostra que a candidata quer ser a preferida dos eleitores nas próximas eleições. Fontes próximas dizem que a campanha já dispõe de cerca de 15 milhões de dólares e esse dinheiro foi arrecadado por seu comitê de ação política.

Hillary tem 67 anos e foi duas vezes a primeira-dama dos Estados Unidos quando seu marido Bill Clinton foi presidente por dois mandatos. Ela já foi senadora duas vezes por Nova Iorque e poderá ser a queridinha da América no ano que vem. A campanha dela ainda pode ter um ingrediente secreto que é o cargo que seu marido pode vir a ocupar, caso eleita. Os americanos certamente contarão com Hillary como opção. É esperar para ver.