O HSBC é um dos bancos com maior credibilidade do mundo. Ele foi criado em 1865 em Londres, atualmente o grupo bancário possui aproximadamente 6100 escritórios em cerca de 70 países. No Brasil, o HSBC está presente em mais de 500 cidades, oferecendo seu serviço em quase 900 agências. O sucesso do banco no Brasil demonstra que apesar de ser relativamente caro ter uma conta corrente, o custo benefício é excelente. A qualidade do serviço prestado pelo HSBC é inigualável. Entretanto, parece que o relacionamento do banco com os brasileiros pode estar perto do fim.

A revista Exame por meio do seu portal de notícias informou que o HSBC, o grande banco europeu presente em diversos países do mundo, começou a cogitar a possibilidade de sair do Brasil, ou seja, finalizar suas operações no país.

Publicidade
Publicidade

Esta informação surgiu através de uma reportagem feita na sexta-feira, 17 de abril, pelo famoso jornal Financial Times.

A ideia do banco HSBC é acabar com as operações de varejo, presume-se que sejam as contas de pessoas físicas. Além disso, a empresa pode retirar os futuros investimentos que faria em alguns mercados que não alcançaram o retorno lucrativo esperado.

A possível decisão de retirada do mercado brasileiro da zona de atuação do banco é plausível. Afinal, nenhum banco quer tomar prejuízo. Em 2014, o HSBC perdeu R$500.000.000,00 de reais em #Negócios no Brasil.

Depois desse grande déficit na conta interna da empresa, o banco já anunciou que no mês de fevereiro deste ano que irá fechar 21 agências. Essa decisão foi justificada através do argumento informando que essas agências estavam mal localizadas, pois foram abertas em lugares com pouco potencial de crescimento e obtenção de lucro para o banco.

Publicidade

Para obter mais informações sobre a saída do HSBC do Brasil, a equipe de jornalismo do Blasting News entrou em contato com a assessoria do banco perguntando se realmente ele irá sair do país e qual será o futuro dos clientes. Em nota, a assessoria de imprensa informou que "O HSBC Bank Brasil não comenta especulações ou rumores de mercado." Portanto, permanece a dúvida sobre o futuro do HSBC no Brasil. #Finança