Desde a tarde de quinta-feira (02), no Parque Industrial de Santos, a empresa Ultracargo, sofre com um incêndio de grandes proporções. Nesse sábado (04) o incêndio já durava mais de 60 horas e mais um tanque pegou fogo, aumentando o tempo de previsão para controlar o incêndio.

A empresa Ultracargo falou que o tanque que foi atingido na tarde desse sábado armazena gasolina e fica em um grupo de mais 4 tanques, que ficam próximos aos outros cinco tanques que pegaram fogo na quinta-feira, em dois desses tanques o fogo já foi extinto, isso depois de todo o combustível queimar, são no total, 6 tanques destruídos até agora.

Publicidade
Publicidade

A maior dificuldade dos bombeiros são as altas temperaturas, que chega a aproximadamente a 800 graus Celsius, fazendo com que a água evapore antes de chegar aos tanques, água essa que vem do mar. Com a ajuda de 2 navios tanques a água é recolhida do mar e transferida para os caminhões dos bombeiros, estima-se que já foram utilizados 4 bilhões de litros de água.

Os bombeiros ressaltam que a população não precisa entrar em pânico, mas que a situação ainda têm riscos, mas que qualquer mudança na situação as pessoas serão avisadas.

Os bombeiros trabalham em equipes, e utilizam cerca de 93 homens do Corpo de Bombeiros, eles trabalham em todas as 24 horas, e se revezam no combate ao incêndio. O único contratempo com os bombeiros foi que um foi atendido pelos médicos, pois foi atingido por uma faísca no olho.

Publicidade

O bombeiro passa bem.

Devido ao aumento do incêndio e a demora que pode levar para o fogo ser totalmente extinto, o governo do estado de São Paulo instalou um gabinete de crise na cidade de Santos para acompanhar e tomar providências em relação ao acidente da Ultracargo.

Gabinete de Crise

O Gabinete de Crise é formado pelo vice-governador, Márcio França, os secretários de Governo, Saulo de Castro, José Roberto Rodrigues de Oliveira e Alexandre de Moraes, que fazem parte da Secretaria de Segurança Pública e o subsecretario de Comunicação, Marcio Aith. Patrícia Iglecias, faz parte da secretaria de Meio Ambiente, isso porque, podem haver tanques com materiais tóxicos, por isso, a secretaria de Meio Ambiente irá avaliar, caso haja riscos. O comandante do corpo de Bombeiros, Marco Aurélio também integra o grupo.