Neste sábado (4), foram encontrados vários peixes mortos em torno das proximidades da orla da Avenida Beira Mar, que fica localizada em Cubatão (região metropolitana da baixada santista).

Por meio de uma nota oficial, a prefeitura da cidade notificou que investigará se o acontecimento tem qualquer ligação com o grande incêndio que está consumindo tonéis de combustíveis da Ultracargo (empresa de armazenagem para granéis líquidos, localizada no porto de Santos/SP) desde quinta-feira (2).

Por meio do Facebook, a prefeitura publicou em sua página uma nota oficial sobre o ocorrido, onde diz que também realizou coletas dos peixes e da água do local para futura análise que poderá determinar as causas das mortes.

Publicidade
Publicidade

De acordo com o corpo de bombeiros que está cuidando do caso, uma enorme quantidade de combustível transbordou-se do dique de contenção e acabou espalhando o fogo por todo o depósito, porém até o momento não se pode afirmar se o combustível teve parte espalhada pelo mar.

Por meio de um porta-voz responsável pela acessória de imprensa, a Ultracargo disse que só poderá se pronunciar sobre o acontecido neste domingo (5).

O Incêndio

Nesta última quinta-feira (2), uma explosão deu início ao incêndio da Ultracargo, em Santos. Por volta das 10h o fogo começou a se espalhar pelo depósito de líquidos da empresa e atingiu alguns tonéis da empresa.

Em nota oficial divulgada no site da Ultracargo, foi informado que a equipe de Brigada de Incêndio foi responsável por evacuar a área e um plano de ajuda mútua foi acionado.

Publicidade

Neste momento o incêndio atinge cinco tanques, que contêm gasolina e etanol. Todo o trabalho de isolamento da área continua sem interrupção.

Nas proximidades do local atingido, a temperatura pode chegar à 800C°, o que provoca a evaporação da água o que dificulta ainda mais o trabalho de contenção do fogo. A equipe está usando uma espécie de espuma especial que ajuda a abafar as chamas. O depósito da Ultracargo possui 58 tanques de líquidos, que estão sendo resfriados para evitar que o fogo se alastre.

O trabalho da equipe do corpo de bombeiro ainda não tem uma previsão para acabar, apesar do grande incêndio e da dificuldade em contê-lo a corporação continua um belo trabalho e até o momento o incidente continua sem vítimas ou feridos.

O prefeito de Santos, Paulo Alexandre Barbosa se pronunciou sobre o ocorrido e disse que a cidade está preparada para suportar qualquer situação de emergência que venha a ocorrer, e mantêm os moradores informados sobre o incêndio.

#Natureza