Segundo o portal de notícias G1, em 1997, o americano Richard Norris, então com 32 anos, foi gravemente ferido em um acidente com arma de fogo, que lhe causou sérios danos na face e limitou seus movimentos da boca. Mesmo após ser submetido a dezenas de cirurgias, ele ainda vivia recluso e só saía à rua, eventualmente, usando máscara. Durante o período de reclusão, o rapaz foi hostilizado por estranhos, sofreu maus tratos, lutou contra o vício de medicamentos e até pensou em suicídio. No entanto, ele afirma que foi nesses quinze anos de sofrimento e terror, que  conheceu as pessoas mais importantes de sua vida.

O americano sentiu que podia voltar a viver normalmente em 2012, quando médicos dos Estados Unidos realizaram o mais extenso transplante de face que se tem notícia.

Publicidade
Publicidade

A cirurgia durou 36 horas, acontecendo entre 19 e 20 de março, e foi realizada pela equipe do chefe da cirurgia plástica reconstrutiva do Hospital da Universidade de Maryland, o médico Eduardo Rodriguez.

A operação deu a Norris uma nova face com mandíbulas, dentes e língua novos. O resultado foi a recuperação de funções motoras, como escovar dentes e fazer a barba, um aspecto estético satisfatório e a habilidade de identificar cheiros. O transplante facial , que teve repercussão mundial, só foi possível, após a doação de órgãos do jovem Joshua Aversano, de 21 anos, que morreu atropelado. 

Rebekah Aversano, irmã de Joshua,  manteve contato com Richard Norris à distância, porém nunca haviam se encontrado, pessoalmente. O encontro foi possível, através do canal australiano de TV, o Nine, que promoveu o encontro dos dois, de modo a permitir que o americano pudesse agradecer a família Aversano.

Publicidade

A emissora divulgou alguns segundos do encontro que irá ao ar, na íntegra, no próximo domingo, dia 31. No vídeo divulgado, Rebekah passa a mão no rosto de Richard, rosto que era de seu irmão, Joshua. 

A cirurgia de Norris vinha sendo discutida na Universidade de Maryland, desde 2005, quando a França realizou o primeiro transplante facial da história,  em uma mulher que havia sido atacada por um cachorro. O primeiro transplante facial total, só veio a acontecer em 2010,em Barcelona, em um homem que sofreu um acidente quando criança e não podia falar nem respirar direito. #Inovação #Curiosidades #Medicina