Insurgentes do grupo terrorista #Estado Islâmico ocuparam a cidade iraquiana de Ramadi, na sexta-feira (15), e hastearam uma bandeira negra no prédio do Governo local, no oeste do país.


O ataque dos militantes do EI foi realizado na noite de quinta para sexta-feira, e os insurgentes invadiram a cidade utilizando carros-bomba, no intuito de chegar ao centro da cidade, onde estão localizadas as sedes do governo de Anbar, informaram fontes policiais iraquianas.


Ainda na sexta-feira havia combates em toda a cidade de Ramadi, que se localiza à 100 quilômetros de Bagdá, e forças militares iraquianas tentam impedir a invasão dos militantes do EI ao comando militar do Iraque, que fica no oeste da cidade de Ramadi.

O ataque à Ramadi acontece 6 semanas após o Exército e as milícias xiitas recuperarem Tikrit do EI, e caso a cidade de Ramadi venha a ser tomada totalmente pelos militantes radiciais, o golpe no governo do ministro Haider al-Abadi será inevitável. 

Ao invadirem o complexo governamental de Ramadi, o Estado Islâmico assumiu o controle e afirmou ter "recuperado" o poder, após "eliminar apóstatas", que estavam no interior do prédio.


Segundo as fontes policiais iraquianas, os militantes usaram uma escavadora blindada para chegar ao local, e em seguida derrubaram paredes de contenção que serviam para bloquear a rua de acesso à delegacia, que fica ao lado do prédio do governo de província. Ao chegar ao local, os militantes explodiram um carro, invadindo desta forma o prédio.


Ramadi, cidade situada ao longo do Rio Eufrates, no centro do Iraque, é a capital e a maior cidade de Al-Anbar, e vem sendo disputada pelos membros do Estado Islâmico de forma ainda mais intensa em 2014.

Forças militares iraquianas vêm reforçando suas defesas, enquanto a ofensiva é redobrada pelos rebeldes terroristas desde abril, quando o Estado Islâmico ganhou terreno, com ataques à bomba e tomada de propriedades, através das invasões no norte e no leste.

Centenas de pessoas morreram nos ataques mais intensos dos 2 últimos meses.

O Exército do Iraque informou neste sábado (16), que está enviando reforços às tropas militares. #Terrorismo