O encontro da irmã de Joshua Aversano, que morreu atropelado aos 21 anos de idade, com Richard Norris, o rapaz que recebeu a doação do rosto num transplante bastante perigoso, deverá ocorrer no domingo (31), através do canal australiano Nine.

Em 2012, o americano submeteu-se à um transplante de rosto que foi considerado um dos mais longos procedimentos já realizados. O rapaz ficou com a face desfigurada após um acidente com arma de fogo em 1997.

Norris já vinha mantendo contato com a família de Joshua a distancia, mas seu desejo era conhecer os parentes de seu doador. Isso foi possível graças à emissora australiana que intermediou o encontro, para que Richard tivesse a oportunidade de externar seus agradecimentos à família Aversano por um ato tão generoso.

Publicidade
Publicidade

Foram divulgados alguns instantes das imagens desse encontro, o principal momento é o que a irmã Rebekah toca o rosto de Norris, que foi doado por Joshua.

O americano de 32 anos, conta que viveu em total isolamento por muitos anos, desde que disparou acidentalmente contra o próprio rosto, até conseguir passar pela cirurgia que mudaria sua vida.

Foram anos enfrentando a maldade humana, lutando desesperadamente contra a depressão e para não ficar viciado em remédios, até em suicídio chegou a pensar, diz Norris.

“Os mais de dez anos de horror que vivi me deram um grande conhecimento”, Richard confessou em sua segunda entrevista à AP. “Isso colocou algumas pessoas maravilhosas em minha vida”, e confirmou que “talvez não apagasse de sua vida esse triste episódio, se voltasse no tempo”.

Publicidade

Segundo os médicos, ele teve uma recuperação excelente. No acidente Richard perdeu os dentes, nariz e pedaços da língua. Ele conseguia falar com dificuldade e até sentia sabores, mas perdeu o olfato. Quando precisava sair, optava por usar uma máscara e preferia o escuro da noite.

Foram mais de dez anos de muito sofrimento e dor, submeteu-se à dezenas de cirurgias, sua mente e seu corpo já estavam esgotados até que ouviu de seu médico a sugestão de um transplante de face. Os riscos eram enormes, os tecidos poderiam sofrer rejeição e sua chance de morrer durante a cirurgia eram de 50%.

Mas Richard via nisso a sua chance de voltar à vida e vencendo seus medos fez o transplante que parece ter sido um sucesso. #Hospital #Medicina #Tratamento