O Prêmio Distinção em Realizações para Companhias, Organizações e Instituições, foi conferido à Petrobrás, durante a OTC, Conferência de Tecnologia Marítima, evento máximo no mundo, para a área de produção e exploração de petróleo no mar.

A diretora de Exploração e Produção, Solange Guedes agradeceu o apoio da comunidade técnica e científica e a colaboração dos parceiros e fornecedores, que possibilitou a conquista desse prêmio, devido aos trabalhos de ponta na exploração do pré-sal.

"A exploração e produção do pré-sal tem sido uma missão desafiadora...", disse Solange Guedes.

Salientou que, oito anos após sua descoberta, o pré-sal já é responsável por 20% da produção de petróleo da empresa no Brasil.

Publicidade
Publicidade

A tecnologia de sísmica 3D de alta densidade permitiu mapear geologicamente os reservatórios de pré-sal. Ao longo de seis anos, a Petrobrás conseguiu reduzir em 50% o tempo de perfuração de poços em águas ultraprofundas, localizadas a 300 km da costa em uma profundidade de 7.000 m.

De forma pioneira e inovadora, foram criadas soluções, como injeção alternada de água e gás em águas ultraprofundas a 2200 m, separação de gás carbônico associado ao gás natural em águas ultraprofundas a 2140 m, com injeção de gás carbônico em reservatórios de produção. O gás carbônico produzido no pré-sal está sendo reinjetado, otimizando a recuperação do petróleo residual nos reservatórios e armazenando, nas calotas submarinas, este gás poluente, impedindo que ele ganhe a atmosfera. 
Como vemos, apesar de todos os escândalos envolvendo a empresa, ela é muito grande e detentora de tecnologias únicas, que oferece às empresas petrolíferas de todo o mundo.

Isto explica a ânsia do capital internacional, apoiado por setores dentro do Brasil, em fomentar a tentativa de privatização, que entregaria uma empresa rentável, gigantesca e detentora da mais avançada tecnologia petrolífera, às mãos da predação especulativa e oportunista.

Publicidade

#Inovação #Petrobras #Sustentabilidade

Os esforços em manter a Petrobrás como patrimônio do Brasil, garantindo o comprometimento dos lucros obtidos no pré-sal para o fomento da educação e da pesquisa, representam o que há de mais patriótico e responsável, na defesa da sociedade brasileira, na empreitada de transformar o Brasil em potência mundial.