O objeto da exposição foi a forma de aumentar a beleza feminina com o uso de produtos cosméticos. Ela aconteceu em Xangai, na #China. Em tempos de revolução cultural as mulheres eram proibidas de destacarem suas belezas naturais. Até os dias atuais ainda persistem atos de discriminação de gênero.

A feira foi considerada uma excelente oportunidade para que marcas conhecidas e novas marcas fossem lançadas no mercado (altamente populoso) chinês e mundial. Os analistas destacaram algumas novidades que podem ajudar a tornar as mulheres mais belas e atraentes.

O WeChat é um novo aplicativo de troca de mensagens de texto e voz.

Publicidade
Publicidade

Ele é o grande destaque nas redes sociais chinesas. O produto foi lançado pela Tencent. Neste evento ele deu grande destaque. Ele tornou as notícias sobre beleza, marketing viral, entre seus aficionados. A divulgação foi extensa. O número de postagens foi grande. O uso de códigos QR (códigos de barra que podem ser lidos por celulares) permitiu a inscrição das pessoas diretamente na conta dos fornecedores.

As "marcas verdes" se destacaram. A oferta destes produtos naturais e orgânicos, apoiou sua propaganda em artigos e pesquisas acadêmicas. Foi uma forma de garantir que ficasse assegurado o seu crescimento nos mercados asiáticos.

Outro destaque foram as máscaras. As que tiveram maior receptividade foram aquelas que apresentaram novas fórmulas, para se diferenciar da concorrência. Nelas ingredientes, tais como algas do Mar Morto, foram destacados.

Publicidade

O volume de negócios nesta área mostrou que o mercado chinês para as máscaras está assegurado.

As indústrias weishang (literalmente microempresas) foram tidas como a nova tendência na nascente indústria de cosméticos chinesa. O uso do WeChat, transformou os marqueteiros em "blogueiros", postando fotos ou escrevendo fatos relacionados com os produtos que foram expostos.

O "Weishang" é a nova tendência na indústria de cosméticos na China. Pessoas que poderiam ser comparados aos blogueiros promovem diferentes produtos através de seus "momentos WeChat" ao postar fotos ou escrever algo relacionado a estes produtos.

A exposição se ressentiu da participação das grandes marcas. Elas não perceberam a tempo, o erro que estavam cometendo. Isto foi o que abriu espaço para novas e pequenas empresas de fabricação de cosméticos. Apenas uma das grandes montou um estande na feira.

Com relação ao público foi dado privilégio ao B2B (Business to Business) o que tornou a feira mais um encontro de profissionais do mercado, do que propriamente de pessoas leigas e curiosas, mas também possíveis futuros clientes.

Publicidade

Assim as negociações foram direcionadas para que as pequenas indústrias de fora conseguissem localizar distribuidores na China.

O resultado mostrou que o mercado chinês é promissor para as indústrias de cosméticos o que fez com que algumas empresas grandes, lamentassem a ausência e procurassem, de última hora participar de alguma forma, o que não conseguiram. O que resta esperar, neste momento, é como os negócios irão evoluir, para confirmar o que ainda é apenas uma expectativa. #Entretenimento #Inovação