Todos os anos, milhares de brasileiros saem do país para estudar no exterior. E na maioria das vezes o estudo é feito em inglês. Não é à toa que Inglaterra, Canadá e Estados Unidos são os países que recebem a maior parte dos estudantes. Mas com o dólar em alta, essas alternativas podem sair caras.

Por isso, cada vez mais estudantes saem em busca de alternativas econômicas para estudar no exterior. E acredite, há boas alternativas para isso, e que ainda oferecem atividades paralelas ao ensino do idioma escolhido! No estado americano, a melhor opção é Havaí. Na Europa, a mais econômica opção é Malta. E a asiática Singapura e Nova Zelândia, na Oceania, também são boas alternativas.

Publicidade
Publicidade

Um mês de estudo nesses locais alternativos pode sair por cerca de 8 mil reais. Como comparação, um mês nos Estados Unidos pode custar 40% mais caro. 

Havaí

O Havaí é ideal para os amantes da natureza e que têm interesse em praticar o surfe paralelamente ao estudo do idioma inglês. As principais escolas do idioma do local realizam passeios para Waikiki, que conta com lojas, restaurantes e uma bela visão do topo de um vulcão extinto. Ainda há praias com cenários paradisíacos que foram utilizadas para gravar a série Lost. No final das contas, o Havaí oferece uma experiência americana, mas com um lado mais voltado à natureza.

Ilha de Malta

A ilha fica ao sul da Sicília, na Itália, e é mais um local repleto de cenários naturais belos e ruínas das civilizações romanas, gregas e árabes.

Publicidade

Por sua importância histórica, é bastante procurada por quem gosta de arquitetura e história. É possível ter aulas de inglês em campo e visitar as construções e locações usadas em filmes. Além disso, o inglês de lá é britânico, por isso é uma opção muito mais econômica do que a Inglaterra, na Europa - a economia chega a 40%.

Singapura

No sul da Península da Malásia, Singapura oferece um dos melhores IDH do mundo. Além do ensino de qualidade, quem visita o país para estudar pode desfrutar de segurança, comércio moderno, transporte público de qualidade e ruas limpas. Os profissionais e estudantes que mais buscam o local são os de área de tecnologia e mercado financeiro, pois há aulas voltadas especificamente para os dois setores - Singapura é considerada o Vale do Silício asiático. #Educação #Viagem

Nova Zelândia

Nova Zelândia é outra opção para quem gosta de ficar em contato com a natureza e praticar esportes radicais. Com uma bela paisagem entre praia e montanhas, é possível praticar esqui, mergulho, montanhismo e até bungee jump a partir da maior torre do país. O país também é amigável a estrangeiros, por isso a multiculturalidade é alta. O dólar do país caiu em relação ao americano, por isso fica ainda mais atrativo aos brasileiros.