A prefeitura da cidadezinha chamada Gangi, que fica no norte da Sicília, mais uma vez coloca à venda suas casas antigas pelo preço de 1 euro. A primeira promoção foi há cinco anos, quando 22 casas foram oferecidas. Porém, como na realidade o custo acaba sendo bem maior, apenas quatro foram negociadas. Agora, mais uma vez, a administração da cidade tenta encontrar investidores para recuperar seu centro histórico.

Ter uma casa na Itália é o sonho de muita gente. A Sicília, com belíssimas praias e um inverno ameno, parece ser o lugar ideal para quem pretende ter um refúgio para as férias, investir em algum negócio relacionado ao #Turismo, ou simplesmente morar em um lugar belo e tranquilo.

Publicidade
Publicidade

A antiga cidade, habitada desde a pré-história, fica a apenas 60 quilômetros do litoral norte, onde estão as famosas praias do Mar Tirreno, e a 130 quilômetros da capital, Palermo, sem contar que estando em uma ilha, tudo parece muito próximo. Porém o "paese" perdeu cerca de trinta por cento de sua população nos últimos anos. Os mais jovens acabam buscando cidades maiores, com melhores oportunidades de estudo e emprego, e assim muitas famílias abandonaram suas casas, que passaram a pertencer à administração pública. Hoje são apenas 7.500 habitantes e muitas moradias desabitadas.

Ao invés de investir na recuperação das velhas propriedades do centro histórico medieval, a prefeitura decidiu oferece-las por apenas um euro. São casas que precisam ser restauradas e que podem ser transformadas em espaços comerciais, hotéis ou moradias.

Publicidade

Mas isto é o que diz a propaganda. Na realidade, o valor é bem maior. Ao comprar a casa, o novo proprietário compromete-se a restaurá-la no prazo de três anos. Como garantia, deve depositar um seguro de 5 mil euros, que serão reembolsados no final da obra. Considerando a idade das construções e suas necessidades, o valor estimado para as reformas fica em torno de 30 mil euros. Há ainda o imposto de transmissão do imóvel e o registro, com um custo de aproximadamente 5 mil euros.

Para quem sonhou em repetir a façanha da personagem de "Sob o Sol da Toscana", ainda há tempo. Alguém se habilita? #Curiosidades #Europa