No próximo dia 18 de julho, o grande líder sul-africano Nelson Mandela, falecido em 2013, faria 95 anos.

Nesta data, como em todos os anos que sucederam à sua morte, a comunidade internacional que forma uma legião de seguidores do exemplo de liderança que ele deu ao mundo, comemoram seu aniversário. São manifestações que não deixam sua imagem e os exemplos que ele deu, morrerem no esquecimento. É preciso lembrar a história de vida deste grande líder.

A data foi criada pela assembleia geral da ONU. Foi em reconhecimento à contribuição que ele fez para a paz e para cultura. O fato ocorreu em dezembro de 2009. Neste dia recomenda-se que você dedique 67 minutos para ajudar outras pessoas, como forma de lembrança dos 67 anos de sua vida que ele se dedicou à causa da luta pelos direitos humanos.

Publicidade
Publicidade

É importante não esquecer que deste tempo, ele passou 27 anos na prisão onde teve oportunidade de mostrar para o povo africano e para o mundo que os direitos humanos e a igualdade entre as pessoas, são definitivamente, atitudes mais fortes que a discriminação e o ódio.

Assim adota-se a perspectiva de unir o agradável ao útil, através de uma chamada para ação efetiva, voltada para a transformação do mundo em um lugar melhor para viver. Com o tema - agir, inspirar mudança" a ONU pretendeu mobilizar as pessoas, considerando que é de uma ação integrada que elas poderão ajudar a mudar o mundo, dedicando apenas um pouco de seu tempo, pouco mais de uma hora no período de um ano, para desenvolver atividades humanitárias.

Assim agindo você estará prestando, de sua maneira, a seu tempo, para as pessoas com as quais convive, uma homenagem a Tata, como ele era chamado por seus conterrâneos.

Publicidade

O termo significa "pai", sendo ele considerado como "o pai da nação africana".

Neste momento é importante lembrar uma de suas frases mais importantes e que refletem a natureza de seus pensamentos: "está em suas mãos criar um mundo melhor para todos os que vivem nele", assim dizia e acreditava Nelson Mandella, quando olhava sério e terno para as pessoas que perguntavam como ele tinha conseguido superar o tempo de 27 anos recluso e dizia: "Se eu tivesse meu tempo de volta, faria a mesma coisa novamente".

A partir de suas frases é possível reconstruir o caráter deste grande líder. Por isso mesmo não refugue o pedido da ONU e procure dedicar 67 minutos deste dia no desenvolvimento de "boas ações". #História