Conheça a importância do dia 14 de julho de 1789 para a #História mundial.

A Bastilha como ícone da Tirania

Naqueles tempos a fortificação Bastilha funcionava como prisão de intelectuais e pensadores contrários ao regime monárquico do Rei, representando um símbolo de repressão e do absolutismo. No ano de 1789, após manifestações de protesto, foi tomada pelos revolucionários, simbolizando a conquista da Liberdade.

A Revolução Social

A Revolução Francesa caracterizou-se como um processo, não planejado, que culminaria na consolidação da República. Fato notável: a participação do rei Luís XVI, juntamente com a rainha Maria Antonieta e milhares de franceses na construção do Altar da Pátria - local onde todos jurariam, em 14 de julho de 1789, lealdade à Monarquia, à Constituição e à Nação.

Publicidade
Publicidade

Este improvável e simbólico ato reuniu os interesses da maioria dos franceses consolidando a Federação e enaltecendo a Fraternidade.

Consequência de pressão popular, Luís XVI não teve outra alternativa a não ser convocar uma Assembleia Constituinte com a participação de representantes do Terceiro Estado (Povo e Burguesia), do Clero e a própria Nobreza. Uma inusitada comunhão entre cidadãos urbanos, camponeses, burgueses, realeza e clero, lograva compor a estrutura de um novo país. Entretanto, o conturbado processo revolucionário romperia com acordos e alianças diante dos interesses das diferentes camadas sociais.

A Revolução Antropofágica

Uma vez que todos os problemas e questões sociais não conseguissem ser resolvidos pelo novo status quo da nação, pequenas outras revoluções e levantes populares adviriam a acontecer com consequências inusitadas.

Publicidade

O rei Luís XVI, julgado e sentenciado, foi decapitado. Maria Antonieta também teve o mesmo fim. Líderes da revolução, tais como Robespierre e Lavoisier, foram igualmente guilhotinados. O regime extremista responsável pelo período denominado Terror - comandado por parcela dos revolucionários jacobinos - imperou implacavelmente de setembro de 1793 a julho de 1794, executando aproximadamente 40 mil compatriotas.

No desenrolar dos acontecimentos, o poder da burguesia emerge, extinguindo os revolucionários jacobinos e garantindo o futuro da República. A aristocracia fica no passado. Os revolucionários camponeses conquistam a Declaração dos Direitos do Homem. Consolida-se a Igualdade de direitos para todos.

Novos Símbolos Pátrios

A bandeira tricolor da liberdade francesa, com o branco representando a monarquia, juntamente com o azul e o vermelho, tremulava sob ventos de mudança. O processo revolucionário, motivado por ideais iluministas, culminou em uma nação mais inclusiva de seus cidadãos.

Consolidava-se a trilogia Liberdade, Igualdade, Fraternidade, símbolos máximos da nova nação democrática. Lema que seria aclamado mundo afora e adotado por outras instituições tais como a Maçonaria, cujos membros tiveram significativa participação no processo revolucionário. #Governo #Europa