Em uma época em que o amor se esfria cada vez mais e crimes bárbaros e brutais acontecem mundo afora, duas crianças mostram que ainda existe amor, por mais que seja difícil acreditar. Esse é o caso do casal mais fofo do momento: Libby e Aiden.

Libby tem nove anos de idade e ficou extremamente chocada quando viu seu “namorado” de sete anos de idade, Aiden, careca devido o tratamento contra um câncer agressivo. Ela chorou muito e decidiu que precisava ajudá-lo de alguma forma, foi aí que quis "recuperar" o cabelo de Aiden.

Um dos sonhos de Libby era de deixar seus lindos cabelos lisos e loiros crescerem igual ao da personagem dos contos de fadas, Rapunzel. Mesmo com esse sonho comum de meninas de sua idade, ela não pensou duas vezes quando decidiu que ia doar seu cabelo para o namorado.

Publicidade
Publicidade

Seus pais explicaram que não era possível e que o máximo que ela podia fazer com seus fios era doá-los para uma instituição de caridade que faz perucas para crianças que tratam algum tipo de câncer. A pequena decidiu e fez a boa ação, cortando cerca de trinta centímetros de seus cabelos. Aiden descobriu um tipo agressivo de câncer em abril desse ano e desde lá já passou por uma cirurgia e cinco sessões de quimioterapia.

Mas ainda há um longo caminho pela frente do pequeno e sorridente Aiden: faltam vinte e duas sessões de quimioterapia para finalizar seu tratamento. O segundo sonho de Libby é um dia poder se casar com Aiden e ter três filhos. Aliás, esse é o sonho dos dois que segundo os pais, apesar de serem pequenos e inocentes, possuem uma relação pura de amizade e amor. Algo bonito de se ver, típico de filmes infantis estilo Meu Primeiro Amor com Macaulay Culkin.

Publicidade

A apaixonada Libby agora é responsável por uma campanha que visa arrecadar fundos para dar uma festinha de boas-vindas a Aiden, assim que suas sessões de quimioterapia terminarem. Os belos cachos loiros de Aiden ainda não podem crescer, mas se depender do amor de Libby, ele será sempre o seu príncipe encantado. Linda lição de amor. E força ao pequeno Aiden! #Hospital #Comportamento #Doença