A NASA divulgou na tarde de hoje (15) as primeiras imagens registradas pela sonda da missão New Horizons, feitas durante a sua aproximação ao planeta Plutão.

As fotos das luas Hidra e Caronte e um zoom em alta resolução da superfície de Plutão surpreenderam os cientistas, dada sua riqueza de detalhes.

Na superfície do ex-planeta foram identificadas montanhas de gelo que parecem ter se formado há 100 milhões de anos, o que indica que a região fotografada – que representa cerca de 1% da superfície do corpo celeste – ainda pode estar geologicamente ativa. Uma dessas montanhas, segundo as análises, possui altura aproximada de 3,5km, o equivalente à altitude de vários picos da cordilheira dos Andes, por exemplo.

Publicidade
Publicidade

O que mais pareceu intrigar os cientistas envolvidos na missão New Horizons é o fato de Plutão, devido ao seu tamanho, não possuir gravidade suficiente que corrobore para as formações montanhosas apresentadas nas imagens. “Isso pode nos fazer repensar o quê de fato causa as atividades geológicas em diversos outros planetas de gelo”, afirmou John Spencer, um dos líderes das pesquisas.

Fotos divulgadas um dia antes da aproximação, capturadas pela sonda, já haviam impressionado os cientistas, que puderam concluir, na ocasião, que Plutão é maior do que se previa.

As luas de Plutão

As imagens de Caronte, a maior lua de Plutão, revelam um terreno jovem e variado e aparentemente sem crateras – o que surpreendeu os pesquisadores, visto que a região onde se situa é caracterizada por alta presença de objetos estelares variados, incluindo meteoritos.

Publicidade

Uma extensa faixa de penhascos em Caronte sugere uma fratura geral de sua crosta, aparentemente causada por processos geológicos internos. Além disso, na lua há um enorme cânion, com 7 a  9 quilômetros de profundidade.

Por sua vez, a lua Hidra apresentou, de acordo com as imagens, forma e tamanho irregulares. As observações também indicam que sua superfície é revestida com água congelada

Segundo a NASA, imagens futuras enviadas pela New Horizons ajudarão a desvendar outros mistérios a respeito da formação das duas luas do planeta-anão. #Inovação