É muito raro hoje em dia ver um cientista engajado em se aprofundar em assuntos polêmicos que envolvam a possível existência de vida após a morte e alma, e muito mais difícil a exposição desse tema e defesa dessa teoria. No entanto, o pesquisador norte-americano Robert Lanza afirma que a morte é inexistente, e considera o acontecimento apenas uma ilusão que a nossa mente cria. De acordo com o cientista, o carbono e uma mistura de molécula duram por um certo tempo e que a vida não passa de uma atividade desses elementos.

Ele afirma no The Huffingtin Post, que o que acaba morrendo na verdade é apenas o corpo que se decompõe por debaixo da terra.

Publicidade
Publicidade

O cientista baseia sua teoria na física quântica e no biocentrismo, com a defesa da ideia que a existência da morte acontece em razão das informações transmitidas por gerações, sendo assim acreditamos que morremos porque fomos ensinados a pensar dessa maneira. "Mais e mais cientistas estão começando a aceitar a "muitos mundos" interpretação da física quântica, que afirma que há um número infinito de universos".

Ele explica que as pessoas associam viver ao corpo existir, todos sabem que o corpo na verdade morre. Segundo Lanza, morrer não deve ser considerado como algo absoluto, como o encerramento de tudo, o responsável pela criação da realidade do universo é a biologia e não as pessoas. O tempo e o espaço são ferramentas que criamos pela nossa mente para que faça sentido a nossa realidade.

Publicidade

Contudo, se a ideia da existência do tempo e espaço são aceitas, é possível encontrar um mundo sem limite de espaço e linear. Essa mesma teoria é adotada por físicos, que acreditam em universos múltiplos, onde pode acontecer diversos acontecimentos que ocorrem ao mesmo tempo.

Sabendo disso, se essa teoria se comprova, as nossas vidas desde de o seu início, meio e até o final, está ocorrendo em todos esses múltiplos universos em sintonia. Então, o corpo que morre e se decompõe que é nada mais que uma junção de atividade do carbono e molécula retorna de onde veio e volta a viver como parte do universo. #Curiosidades #Comportamento #EUA