Principal assunto desta segunda-feira, dia 13, o acordo do Eurogrupo para um novo plano de resgate à Grécia foi o tema de capa de alguns dos mais importantes jornais e sites europeus.

O francês Le Monde destacou o acordo em seu site, reiterando as "drásticas concessões" aplicadas à Atenas e a tensão das longas reuniões que o definiram. O diário parisiense também elaborou um infográfico mostrando quais países europeus ainda precisarão votar o acordo em seus parlamentos antes de sua aprovação final.

Simpáticos à Grécia, o El País, da Espanha, afirmou que "Merkel e Hollande fizeram Tsipras aceitar o acordo mais duro".

Publicidade
Publicidade

Para o jornal espanhol, a parte mais complexa do debate foi a decisão sobre os € 50 bilhões em privatizações que a Grécia terá que se submeter, realizando reformas trabalhistas e cortando pensões e aposentadorias.

Já o alemão Bild definiu as 17 horas de reunião como um "drama" e uma "batalha de nervos". Para o diário, os líderes do Eurogrupo - entre eles chanceler Angela Merkel - tiveram pulso firme para imporem suas principais resoluções aos gregos.

O italiano Corriere Della Sera destacou uma frase dita pelo primeiro-ministro grego Alexis Tsipras após o fim das reuniões. "Nós estamos mandando uma mensagem de dignidade para toda a Europa", declarou. Para os italianos, os gregos terão agora que se preparar para sua nova batalha em seu próprio parlamento, quando a "intransigente" porta-voz Zoi Konstatopoulou deverá fazer duras objeções ao acordo.

Publicidade

Já o britânico The Telegraph destacou em seu website entrevistas com analistas que consideraram o acordo "tóxico" e alertaram para a possibilidade de "tumulto" na Grécia após a "crucificação" de Tsipras pelos líderes do Eurogrupo. #União Europeia #Crise econômica