Centenas de emigrantes, que viram suas poupanças retiradas depois da falência de um dos maiores bancos de Portugal, o BES, se manifestaram nas ruas de Lisboa na manhã do dia 10 de agosto. Aquilo que parecia uma manifestação pacífica, rapidamente se transformou em uma tentativa de invasão da sede do Novo Banco, na capital portuguesa. Os ânimos se exaltaram e os policiais não estavam conseguindo controlar os manifestantes, que jogaram objetos contra as autoridades, de acordo com o site português “Notícias ao Minuto”. Os emigrantes estão se sentindo enganados e querem uma explicação imediata, estando muitos deles desesperados e sem dinheiro.

Você consegue imaginar o que seria perder todas as poupanças de sua vida em apenas um dia? Milhares de pessoas investiram suas poupanças em papel comercial do BES, mas quando o banco faliu repentinamente, perderam tudo.

Publicidade
Publicidade

Com a chegada dos emigrantes a Portugal, para passar suas férias, os ânimos estão subindo muito nos últimos dias e nesta segunda-feira, em Lisboa, centenas de pessoas tentaram forçar a barreira de segurança, empurrando e jogando objetos contra os policiais, que estavam protegendo o local.

As centenas de pessoas que estavam se manifestando pretendiam invadir a sede do Novo Banco, para exigir respostas para seus problemas. De acordo com o site “Notícias ao Minuto”, houve confrontos entre os manifestantes e os policiais, tendo sido vividos momentos de pânico na capital portuguesa. O banco substituto do BES, o Novo Banco, arrumou algumas alternativas para pagar as poupanças perdidas pelos manifestantes, mas essas propostas não agradaram os lesados.

Nesse mês de agosto, estão sendo agendadas dezenas de manifestações junto ao Novo Banco em Lisboa e no Porto, por isso são esperadas novas situações de descontrole.

Publicidade

A segurança vai ser reforçada, para evitar problemas iguais aos que ocorreram em Lisboa. Ainda não se sabe se houve detidos, depois de várias pessoas terem jogado objetos contra a polícia, que se defendeu, tentando evitar que o Novo Banco fosse arrombado e, consequentemente, vandalizado. #Manifestação #Europa #Crise econômica