Um dos problemas do inchaço urbano é a proliferação de #Animais de rua, que são frutos de cruzadas não desejadas por seus donos, que os abandonam, ou nascidos e criados neste ambiente. Com isso, os famosos "canis" cresceram absurdamente como um meio de controlar o número da população de animais de rua.

Muitas vezes, estas instituições têm autorização para abater os animais devido a doenças ou velhice. Contudo, um morador do Texas, nos Estados Unidos, deu exemplo de compaixão e amor ao próximo com um ato de generosidade.

Krusty Kristy sofria de uma grade infecção e estava na lista dos animais que seriam mortos em breve. Porém, durante uma visita ao canil, um membro de uma organização não-governamental norte-americana decidiu adotar a cadela para impedir que ela fosse abatida.

Publicidade
Publicidade

A condição do pelo do animal indica uma infecção grave, que caso não fosse tratada, levaria à morte de qualquer forma.

Veja o antes e o depois no vídeo publicado pelo Vet Ranch, a ONG que adotou Krusty Kristy.

Segundo o jornal estadunidense "Metro" e o próprio vídeo, é visível a mudança na personalidade da cadela, que está mais sadia, feliz e agitada.

"Você pode perceber como sua personalidade mudou. Ela estava aterrorizada quando chegou aqui", disse.

No Brasil, projeto em Maricá (RJ) busca resgatar animais de rua

Já em nosso país, uma campanha semelhante tem crescido na cidade de Maricá, região metropolitana do Rio de Janeiro. Com o intuito de oferecer um lar saudável e feliz para animais que antes viviam nas ruas, o secretário de proteção animal Marcello Vianna, promove todo primeiro sábado do mês a Campanha de Adoção de Animais de Maricá.

Publicidade

Na praça Orlando Barros de Pimentel, no Centro, moradores conhecem cães e gatos que foram tratados por protetores associados à secretaria e podem escolher livremente quantos bichinhos vão querer dar um lar. O projeto acontece há um ano e meio na cidade.

Em sua fala, Marcello ressalta o slogan da campanha: “Amigo de verdade a gente não compra, adota”.

“Eu criei essa campanha para tirar animais das ruas, porque amor não tem raça, tamanho ou cor. Animais domésticos promovem, comprovadamente, uma melhor qualidade de vida”, finalizou. #Curiosidades #EUA