Mais uma vez Evo Morales, presidente da Bolívia, continua a espalhar o terror e tenta novamente intimidar o povo brasileiro. Desta vez, discursando em uma cerimônia militar na capital de seu país, no último dia 21 de agosto, sexta-feira, o mesmo atacou diretamente o Brasil, ameaçando de invasão, caso o processo de impeachment contra a presidente #Dilma Rousseff seja instaurado e a mesma venha a perder o poder.

Armado de um tom de ameaça, o presidente da Bolívia dirigiu-se, publicamente em seu país, aos comandantes militares do nosso país e declarou a seguinte ameaça "Hermanos comandantes, oficialis de las Fuerzas Armadas de Brasil, digam a mi nombre, a su comandante no vamos permitir golpes de estado en Brasil..." "....nuestro processo va a defender la Presidenta do Brasil..." As declarações foram feitas  na escola militar de Cochabamba, centro do país e o vídeo foi disponibilizado na internet para todo o mundo.

Publicidade
Publicidade

Você pode conferir o vídeo aqui neste artigo.

Segundo Evo Morales, todo a questão em torno da presidente Dilma Rousseff, do presidente Lula, não passam de uma jogada de marketing para justificar um golpe de estado que está sendo orquestrado contra o governo da presidente. Ele justificou ainda que a Bolívia tem a obrigação de defender os processos democráticos. Defendeu ainda que a democracia deve ser defendida a todo custo e sem a interferência externa. Esta declaração causou polêmica, pois o governante do país boliviano caiu em contradição ao criticar a própria conduta em relação à sua própria interferência em questões internas do seu vizinho, o Brasil. 

Imediatamente após estas declarações, as reações sobrevieram. Os militares brasileiros, através do seu portal, Sociedade Militar, publicaram um edital ridicularizando as declarações do presidente boliviano.

Publicidade

Em um trecho do edital, os militares afirmam "Isto é uma idiotice, um sopro do nosso exército basta para o seu virar pó".  A sociedade militar é composta por oficiais e diversos praças das forças armadas, incluindo generais. 

Desde que o PT assumiu o governo, a Bolívia tem tomado certas providências que são danosas ao nosso país. Elas violam os interesses brasileiros. A Bolívia se apropriou das refinarias da #Petrobras construídas naquele país. O Brasil, além de perder o controle sobre elas, ficou obrigado a pagar ao governo boliviano, os royalties maiores pelo consumo do gás. Em 2013, a Petrobras venceu uma concorrência para prestar serviços de exploração de gás para uma empresa boliviana, a YPFB. Além de tomar o que a Petrobras construiu, esta se submeteu a explorar todo o processo de exploração do gás, pois a Bolívia não tem dinheiro para bancar o processo. E o Brasil tem que pagar pela utilização do gás, cuja tecnologia ele domina para quem não produz nada. O mais interessante é que o governo do PT, nos governos Lula e Dilma, conhecem toda a problemática e simplesmente, abaixam a cabeça e concordam com tudo.

Publicidade

Evo Morales sabe que as exportações de gás, pelo seu país, representam 48,8% de sua receita. Além disso, o Brasil representa o principal consumidor de gás, chegando a um patamar de 5,741 bilhões de dólares somente no ano de 2012, o que representa 75% de todo o gás destinado exclusivamente ao nosso país. #Blasting News Brasil