A notícia de um bombeiro salvando e acalmando uma criança após um grave acidente nos Estados Unidos está correndo todo o mundo. Segundo o site “Yahoo Brasil”, o bombeiro chamado Cassey Lessard chegou a um local no Mississippi, onde ocorreu um grave acidente em uma estrada onde o caos imperava.

Tendo visto uma criança no chão a chorar desesperadamente, o oficial resolveu se deitar ao seu lado e acalmá-la com seu celular, passando um dos maiores êxitos da Disney, “Happy Feet”. A estratégia teve bom resultado e Cassey é agora visto como um herói.

Não é a primeira vez que bombeiros e policiais do Misssissippi chegam a um local de autêntica destruição, mas, por vezes, tão importante como socorrer as vítimas feridas, é acalmar, as testemunhas ou aquelas que conseguiram sobreviver ao acidente sem nenhuma grave lesão.

Publicidade
Publicidade

Segundo afirma o site “Yahoo Brasil”, foi precisamente isso que ocorreu, quando o oficial Cassey Lessard se viu perante uma tragédia e uma criança completamente assustada.

Agindo muito rapidamente, o bombeiro usou seu celular e, deitado ao lado da criança no meio da estrada, colocou um dos filmes mais vistos da Disney nos últimos anos, o “Happy Feet”. Segundo os relatos das testemunhas, a ideia de por o filme parece ter sido um sucesso, pois a criança se acalmou de imediato e se esqueceu dos momentos de horror que tinha vívido há poucos minutos.

Cassey Lessar falou já a imprensa local e garante que o que fez demonstra o quão preparados policiais e bombeiros têm que estar para todos os problemas que lhes aparecem no caminho. Apesar de toda a cobertura midiática, Cassey garante que o que fez não foi nada de especial, adiantando que o mais importante era controlar a situação e não deixar que a criança ficasse perturbada com o acidente.

Publicidade

O carro onde a criança era transportada capotou com quatro menores dentro, sendo que todos os passageiros conseguiram sobreviver e estão se recuperando bem, sobretudo, por causa do profissionalismo e sensibilidade de policiais e bombeiros envolvidos no resgate. #Curiosidades #Blasting News Brasil #Casos de polícia