Nesta terça-feira, 08 de setembro, um avião da British Airways pegou fogo no aeroporto internacional de McCarran, em Las Vegas, nos Estados Unidos. Após o incêndio na aeronave, os passageiros tiveram que ser retirados às pressas.

Segundo um comunicado do aeroporto internacional em uma rede social, havia 159 passageiros e 13 pessoas da tripulação a bordo da aeronave. Ainda segundo o comunicado, duas pessoas que estavam no avião tiveram ferimentos leves.

Segundo a agência de notícias AFP, a FAA (Agência Americana de Avião Federal) informou que o motor do lado esquerdo do Boeing-777 pegou fogo no momento em que ia decolar.

Publicidade
Publicidade

O avião do voo BA2276 seguia em direção ao aeroporto de Londres, na Inglaterra. O tempo de voo tem aproximadamente 10 horas dos Estados Unidos, na América do Norte até a Europa. Muitos passageiros registraram o #Acidente e publicaram em suas redes sociais. Muitos entraram em pânico.

Quando o fogo começou, no momento da decolagem, os funcionários da British Airways tiraram os passageiros da aeronave através de tobogãs de emergência. O susto foi grande, mais ninguém se feriu com gravidade. Não foi informado se havia crianças a bordo, nem o motivo que originou o incêndio na pista.

Vídeo do acidente aéreo

Um passageiro da companhia britânica, gravou um vídeo das pessoas já na pista, sem saber o que fazer, é possível ver nas imagens que os viajantes ainda tiveram tempo de pegar seus pertences antes de sair pelo tobogã de emergência.

Publicidade

O passageiro, Dominique Worthingon, escreveu que começou a se dar conta do que aconteceu com ele “algo realmente assustador”.

Assista o vídeo gravado pelo passageiro:

Confira mais notícias pelo mundo:

Papa Francisco facilita anulação de casamento católico

França vai bombardear o Estado Islâmico na Síria

Igualdade: mulheres começarão a votar na Arábia Saudita

Grave acidente em prova de rally na Espanha deixa 6 mortos

Bayern de Munique doa um milhão de euros para ajudar refugiados

Gabriel García Marquez foi espionado pelo FBI por mais de 20 anos #EUA #Blasting News Brasil