Um #Crime chocante com contornos muito violentos. Fidel Lopez, de 24 anos, matou a namorada durante o sexo. Tudo porque a mulher Maria Nemeth, de 31 anos, acabou gritando o nome do ex-marido durante a relação. Fidel não gostou do que ouviu e arrancou o intestino fora da namorada, deixando ela escoada de sangue sobre a cama, no último domingo (20). Um crime horrendo que está chocando os Estados Unidos da América

Fidel Lopez é um jovem norte-americano que vivia na Florida. Na madrugada de domingo, o homem estava com a namorada quando perdeu a cabeça. No tribunal, contou que "estava bêbado" e que não aguentou quando a namorada falou por duas vezes o nome do ex-marido enquanto faziam "sexo violento". 

Segundo o que os policiais apuraram, o jovem ficou furioso por a namorada falar o nome do outro homem, e se tornou agressivo.

Publicidade
Publicidade

Quebrou vários objetos do quarto e do apartamento em Sunrise, na Florida, e foi com alguns pedaços quebrados que começou mutilando Maria. Primeiro ainda contou para a polícia que não fez nada, apenas "sexo violento" com a namorada, mas mais tarde acabou admitindo o crime. 

Quando Maria Nemeth perdeu a consciência no chão do quarto, o jovem de 24 anos começou cortando ela com vidros e com as próprias mãos rasgou seu corpo, arrancando mesmo partes do intestino, relata o jornal Mirror. Quando ela já não respirava, ainda jogou água no rosto dela tentando que ela acordasse. Em vão. Maria estava morta.

Sem nada a fazer, Fidel lavou suas mãos, fumou um cigarro e depois ligou para polícia, contando que a "amada" não respirava. Em trinta minutos, os policiais chegaram em casa do homem e encontraram o cenário de horror.

Publicidade

Maria estava deitada em uma poça de sangue, de barriga aberta e Fidel estava do lado dela. 

Aos policiais, o homem contou duas histórias. Primeiro falou que bebeu tequila com Maria e depois tiveram sexo. A namorada começou passando mal e foi no banheiro, deixando de respirar. Confrontado pelos policiais, Fidel acabou contando que a mulher falou duas vezes o nome do ex-marido durante o sexo, fazendo ele se descontrolar e partir para violência. 

Ele foi preso na tarde de domingo e está sendo acusado de homicídio de primeiro grau. Já no tribunal, falou que tinha bebido, como pode ser visto no vídeo abaixo.

#EUA #Blasting News Brasil