Na última semana o mundo tomou conhecimento de uma sentença considerada uma das mais cruéis da atualidade. Tudo isso porque duas irmãs, sendo uma delas uma adolescente, foram condenadas a serem estupradas na Índia.

As irmãs do norte da Índia, uma de quinze anos e outra de vinte e três anos de idade, foram julgadas por um tribunal composto apenas por homens. O #Crime das moças era serem irmãs de um rapaz que também não cometeu crime, pelo menos não de acordo com as leis ocidentais. A verdade é que o rapaz fugiu com uma mulher casada considerada de uma casta muito superior à da família dele, sendo isso muito mal visto pela cultura local.

Publicidade
Publicidade

Segundo fontes locais, o casal se apaixonou, mas ela teve de se casar em fevereiro. Entretanto, quase um mês depois fugiram juntos.

Anistia Internacional criou uma petição pública pedindo assinaturas para pedir clemência a Índia, evitando que as moças passem por situação tão desumana. A petição disponível na internet, em inglês, já conta com mais de duzentas mil assinaturas. O número almejado inicialmente era de pelo menos cinquenta mil.

sentença das irmãs é ainda pior quando se tem conhecimento dos detalhes decididos pelo tribunal local, pois além de serem condenadas ao estupro, ainda terão de caminhar nuas pelas ruas após serem violentadas, possuindo apenas a cabeça coberta. A sentença funciona como uma vingança pelo erro do irmão e é comum familiares pagarem pelos erros dos filhos ou irmãos no país, pois isso faz parte da tradição, costume e cultura local.

Publicidade

A família das irmãs Kumari já haviam fugido da aldeia onde vivem em Nova Déli para evitar serem punidos pela fuga do rapaz, mas as moças foram condenadas em 30 de julho e poucos dias após fugirem, a casa humilde da família foi saqueada. A família teme pela sua integridade física e por isso não podem retornar para sua casa. Por conta disso, entraram com uma petição junto ao Supremo Tribunal da Índia para pedir proteção do Estado. Como a sentença foi lançada há quase um mês, a “pena” pode ser executada a qualquer momento, mas a Anistia Internacional conta com a assinatura de todos a fim de pressionar as autoridades do país. As moças estão escondidas para evitar o cumprimento da “pena”. #Violência